Vice-presidente da Câmara Municipal de Marabá preso por ameaçar a esposa de morte

O vereador também ameaçou cometer suicídio depois que tivesse matado a mulher. Pela manhã ele foi colocado em liberdade após Audiência de Custódia
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O vereador Miguel Gomes Filho (PDT), 64 anos, vice-presidente da Câmara Municipal de Marabá, ganhou liberdade na manhã desta quinta-feira (23), após passar por Audiência de Custódia no Fórum local. Miguelito, como é mais conhecido, foi preso durante madrugada, acusado de ameaça de homicídio contra a esposa, apontando para ela um revólver calibre 38 e afirmando que a mataria e depois daria um tiro na própria cabeça.

Ante a ameaça, a mulher ligou para a Polícia Militar, que esteve na casa do vereador e ainda o flagrou com a arma. A ameaça se deu devido desentendimentos que já vinham acontecendo, inclusive com violência psicológica, conforme ela relatou em Boletim de Ocorrência na 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil. Miguelito também foi acusado de porte ilegal de arma de fogo.

Por ter formação superior – é formado em Direito –, Miguelito ficou detido em sala especial até esta manhã, quando foi conduzido ao Fórum. Na audiência foi arbitrada fiança e determinado que ele cumpra várias restrições, entre elas, de ficar longe da vítima.

Por Eleutério Gomes – de Marabá