Vendas de veículos no Pará se destacam e crescem 7,19% em novembro

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

No entanto, no acumulado do ano, o setor ainda apresenta queda de 5,65%. A expectativa é de que 2014 feche com resultados inferiores aos de 2013 devido à instabilidade da economia do país.

Assim como em outros setores, o Pará se destacou em novembro na venda de veículos. Segundo dados do Sincodiv PA/ AP – Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos do Pará e Amapá, entidade que representa 63 concessionárias de automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motos e implementos rodoviários em todo o Estado e no Amapá, o desempenho do setor na venda de veículos no Pará teve aumento de 7,19% em novembro na comparação com outubro de 2014. As vendas totais de veículos passaram de 12.403 unidades em outubro para 13.295 em novembro.

De acordo com o presidente do Sincodiv PA/ AP e diretor-geral da Fenabrave-PA, Leonardo Pontes, reeleito para o período 2015 a 2017, os empresários do setor estão otimistas em relação ao último mês do ano. “A economia permanece instável, mas com as vendas natalinas, as promoções e a retomada dos índices do IPI em janeiro de 2015 pode favorecer o consumo no final desse ano”, explica.

No acumulado do ano, o setor ainda apresenta queda de 5,65%. De janeiro a novembro de 2013 foram comercializados 148.126 veículos contra 139.763 unidades no mesmo período de 2014. “A expectativa é de que 2014 feche com resultados inferiores aos de 2013 devido à instabilidade da economia do país”, finaliza Leonardo.

De acordo com as informações da entidade, as vendas de automóveis e comerciais leves no Estado este mês apresentaram crescimento de 6,52%, comparadas com as vendas do mês anterior. No Brasil, neste mesmo período, as vendas caíram 3,97%.

Quanto ao segmento de motos, as vendas tiveram o melhor desempenho, com aumento de 9,83% em novembro, em relação ao mês anterior. No entanto, no acumulado do ano, o mercado de motocicletas mostra queda de 7,97% em relação à soma de janeiro a novembro de 2013, com 84.326 unidades licenciadas desde janeiro de 2014.

As vendas de veículos pesados apresentaram um dos maiores índices de queda. No segmento de caminhões e ônibus foram comercializados 3.492 veículos no acumulado até novembro. O resultado é 3,54% inferior ao verificado em igual período do ano passado.

Interior – Entre as regiões do estado, destaque para as vendas de veículos em Marabá, que ficou atrás apenas de Belém nas vendas de comerciais leves, caminhões, ônibus e motos. Já Ananindeua obteve o segundo lugar na venda de automóveis, com 341 unidades vendidas, representando 9,9 % de participação.

IPI – A previsão de aumento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em janeiro de 2015 podem levar consumidores a se perguntar se o final do ano é um bom momento para adquirir um carro novo. O Ministro da Fazenda, Guido Mantega, reafirmou que o IPI reduzido para carros deve acabar em janeiro. Mas alguns especialistas do mercado não descartam a prorrogação do benefício, caso o desempenho das vendas de veículos em dezembro seja fraco.

O presidente do Sincodiv estima que os carros populares devem ficar, em média, 4,52% mais caros. “É um bom momento para a compra do carro, mas é difícil dizer se em 2015 as condições ficarão piores ou não”, alerta Leonardo.

Sobre o Sincodiv PA/ AP: O Sincodiv PA/ AP (Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos do Pará e Amapá) foi fundado em dezembro de 1989. Abrange a área de concessionários e distribuidores de veículos, com o objetivo de defender os direitos e interesses da categoria, tanto os coletivos como os individuais, na esfera administrativa ou judicial, junto aos demais sindicatos. Atua nos municípios dos Estados do Pará e Amapá.

Desempenho de todos os setores:

Automóveis: Em novembro, as vendas de automóveis cresceram 11,69% na comparação com outubro, passando de 3.080 unidades para 3.440. No acumulado do ano (jan-nov), o segmento apresenta queda de 5,97%.

Comerciais Leves: O segmento teve queda de 3,73% em novembro, passando de 1.554 em outubro para 1.496 em novembro. No acumulado do ano, os comerciais leves tiveram aumento de 8,63%.

Caminhões: Em novembro, os caminhões tiveram baixa de 11,22%, passando de 303 em outubro para 269 em novembro. No acumulado do ano, o segmento teve queda de 11,26%.

Ônibus: Os ônibus tiveram queda de 32,81%, passando de 128 unidades em outubro para 86 em novembro. No entanto, no acumulado do ano, o crescimento foi de 22,38%.

Motos: O segmento de duas rodas cresceu 9,83% em novembro, passando de 7.081 unidades em outubro para 7.777 em novembro. No acumulado do ano houve queda de 7,97%.

Implementos Rodoviários: Em novembro, os implementos rodoviários caíram 38,32%, passando de 107 unidades para 66 em novembro. No acumulado do ano ocorreu um crescimento de 3,32%.

Publicidade