Usuários da TIM em Tucuruí não conseguem ligar para números de emergência

Quem liga para Polícia Militar, Bombeiros e Samu, em situação de risco, só pode contar com ajuda divina, porque a TIM não completa as chamadas. Uma vergonha!
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

O slogan da operadora de telefonia móvel TIM, “Viver sem fronteiras”, não condiz com o funcionamento da empresa em Tucuruí, onde os usuários, há quatro meses, chegaram às fronteiras do desespero. Ao ligar de um número da TIM, diante de uma emergência, para Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Samu, a chamada não completa, causando estresse e agonia.

Enquanto o problema persiste, o Corpo de Bombeiros disponibilizou o número fixo (94) 3787-1089 e o Serviço de Atendimento de Atendimento Móvel e Urgência (Samu) colocou à disposição o número de celular (94) 98152-9292.

Adilson Moraes, coordenador da Base Descentralizada, com sede em Tucuruí, diz que acontece o seguinte: “O cidadão percebe que está chamando, mas nossos colabores não conseguem atender essa ligação”. A central atende as ligações de emergências 190 (polícia), 192 (Samu) e 193 (Bombeiros).

Segundo ele, um Boletim de Ocorrência foi registrado na Delegacia de Polícia Civil de Tucuruí e ofícios foram encaminhados para a empresa, que ainda não respondeu. “Nos últimos dois meses a situação se agravou. E esse problema vem acontecendo há quatro meses”, explica o coordenador. Em casos de emergência, Adilson orienta o cidadão ao ligar de uma outra operadora de telefonia.

Em nota encaminhada ao Blog, a Assessoria de imprensa da Tim informou que o direcionamento das chamadas realizadas para os números de emergência 190, 192 e 193, na região do Tucuruí (PA), já foi normalizado. Clientes da operadora enfrentaram dificuldades de contato devido a uma falha técnica na rede fixa local. O problema foi tratado pela companhia assim que identificado e o serviço foi restabelecido na tarde de ontem (segunda-feira – 06.01).  

(Antonio Barroso)

Publicidade