Tucuruí: Município vai ganhar unidade do Programa Estação Cidadania ainda em 2021

As unidades garantem a prestação de vários serviços públicos e a população poderá resolver problemas documentais, realizar audiências, ter acesso a benefícios sociais, doar sangue, entre outros serviços em um único espaço
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Ainda este ano, o município de Tucuruí, no sudeste do Pará, deve ganhar uma unidade do Programa Estação Cidadania, do governo do estado. A informação é da Secretaria de Estado de Planejamento e Administração (Seplad), que gerencia o programa, que já conta com unidades em Belém, Ananindeua, Marabá, Parauapebas e Santarém.

Além de Tucuruí, a Seplad planeja inaugurar unidades em Castanhal, Itaituba e Capanema até 2023. O município de Breves, na Ilha do Marajó, também receberá uma unidade.

As unidades garantem a prestação de vários serviços públicos e a população poderá resolver problemas documentais, realizar audiências, ter acesso a benefícios sociais, doar sangue, entre outros serviços em um único espaço. De acordo com Kleber Lara, coordenador da Estação Cidadania, as unidades propiciam a população um ambiente seguro e agradável, para que possa exercer plenamente a sua cidadania.

Cada unidade oferece parcerias distintas com outros órgãos como, por exemplo, o Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran), onde a população poderá solicitar a Carteira de Habilitação, e com a Polícia Civil, para a emissão de carteira de identidade.

No local também poderão ser solicitado o seguro-desemprego e cadastro de emprego; cartório de protestos; consulta de Pessoa Física e Pessoa Jurídica para identificar se está negativado; serviços bancários, como impressão de contracheque; entrada em processo de pensão, aposentaria, reserva e reforma e abono de permanência; entrada em pensão alimentícia; e pedido de teste de paternidade, além de doação de sangue e hemoterapia e hematologia.

Instituída através do Decreto Estadual 153/2011, a Estação Cidadania foi criada para integrar órgãos na prestação de serviços ao cidadão. Assim como em tantas outras frentes, a pandemia também impactou o funcionamento das unidades, já que muitos parceiros reduziram a quantidade de atendimentos mensais como medida de proteção e combate ao crescimento de casos da Covid-19.

Segundo a Seplad, o número de atendimentos, por estação, gira em torno de cinco mil por mês, oscilando de acordo com a localização de cada unidade, já que há umas com 20 parceiros ativos e outras com nove parceiros ativos. Em 2019 foram mais de 452 mil atendimentos realizados somente nas unidades da capital paraense, enquanto na região de Carajás foram 163,5 mil e na região do Baixo Amazonas, 743,9 mil.

Tina DeBord – com informações Ag. Pará