Tucuruí adota preservação de empregos com medidas preventivas

Decreto Municipal flexibiliza medidas do Decreto 800, do governo do Estado, mas mantém a exigência do cumprimento dos protocolos de higiene e prevenção
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

“Após analisar os números atuais sobre a Covid-19 em Tucuruí, assinei hoje o Decreto 029/2021, que dispõe sobre a flexibilização do funcionamento do comércio em Tucuruí”. A declaração é do prefeito Alexandre Siqueira (MDB) que decretou novas medidas ontem quinta-feira, 11.

Ao justificar tal medida, o gestor municipal explicou que é preciso preservar os empregos, “mas também respeitar os protocolos de distanciamento e higiene”, e disse que vai intensificar a fiscalização sobre as normas do decreto e o uso da máscara e álcool em gel. E fez uma observação: “Continuaremos respeitando o toque de recolher do Governo Estado, a partir das 21 horas”.

Pelo decreto municipal, ficam proibidas aglomerações, reuniões e manifestações com audiência superior a 10 pessoas; e a prática de esportes coletivos e amadores. Em relação ao comércio de rua e shopping, estes poderão funcionar com 50% da capacidade, de 8h às 20h, com aferição de temperatura, uso obrigatório de máscara e disponibilização de álcool em gel.

Entre os estabelecimentos atingidos pelas novas medidas estão as academias, que agora podem funcionar de 6h às 20h, com 50% da capacidade, e com agendamento prévio de alunos, “aferição de temperatura, uso obrigatório de máscara e disponibilização de álcool em gel”.

Os restaurantes, lanchonetes e afins ficam abertos com 50% da capacidade, no horário de 8h às 20h, respeitando o distanciamento de mesas, mínimo de 1,5m, e ocupação máxima de até quatro pessoas por mesa. Os funcionários deverão usar luvas e máscaras na preparação de alimentos. Outras informações sobre o decreto podem ser acessadas por meio do portal da Prefeitura de Tucuruí.

Conforme boletim epidemiológico divulgado ontem (11), o município de Tucuruí registrou 4.251 casos confirmados de covid-19 e 162 mortes.

(Antonio Barroso)