Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Polícia

Traficantes presos e corpo encontrado em Parauapebas

A Polícia Civil desencadeou nesta quinta-feira a Operação Impacto III, com o apoio da Polícia Militar do Canil da Guarda Municipal de Marabá
Continua depois da publicidade

Desencadeada pela Polícia Civil, nesta quinta-feira (5), em Parauapebas, a Operação Impacto III teve por objetivo combater o tráfico de entorpecentes no município. Como resultado, foi realizada a apreensão de um volume considerável de drogas, entre crack, cocaína e maconha; aproximadamente R$ 2,5 mil; arma branca; joias; celulares e uma motocicleta. A ação teve o apoio da Polícia Militar, do Grupamento Aéreo de Segurança Pública e do Canil da Guarda Municipal de Marabá.

A caça ao tráfico teve à frente a delegada Simone Felinto, superintendente regional de Polícia Civil do Sudeste do Pará; o subcomandante do 23º Batalhão de Polícia Militar, major Emmett Alexandre Moulton e a diretora da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, Yanna Azevedo.

Durante a operação foi preso em flagrante o casal Elisângela Rodrigues Correa e Alair Freitas Barbosa, além de duas adolescentes – uma de 15 e outra de 17 anos – que estavam em sua companhia. Na casa do casal foram apreendidas drogas, dinheiro, telefones celulares, documentos e uma motocicleta roubada.

Ambos irão responder por tráfico, associação ao tráfico e corrupção de menores. Elisângela disse na delegacia que o casal resolveu traficar para custear o tratamento, medicamentos e exames do marido, que é cadeirante.

Veja também:  Governo anuncia queda nos índices de criminalidade no Pará

Desova

Também nesta quinta-feira, por volta de 1h da manhã, a Polícia Civil foi avisada, por meio do Centro de Controle Operacional (CCO), da existência de um cadáver no Bairro Novo Vitória, sentido Palmares Sul. No local, havia um corpo envolto em uma cortina e no forro de sofá.

Segundo os policiais que fizeram os primeiros levantamentos, há indícios de que ele foi assassinado em outro lugar e desovado ali. O cadáver é do sexo masculino; ele teve o pescoço cortado e dois dedos de uma das mãos decepados; tem uma estrela tatuada num dos pulsos e notas musicais nos bíceps; vestia uma camisa azul, bermuda com desenhos coloridos e cueca preta com cós vermelho. Quem souber de quem se trata deve ligar para o disque-denúncia da Polícia Civil, no número 181.

homem encontrado enrolado no lençol

 

Deixe uma resposta