Tailândia tem cinco mortes por covid-19 em três dias

Em março passado, o prefeito Macarrão ignorou decreto do governo do Pará que determinava o lockdown como forma de deter o avanço da contaminação pelo novo coronavírus
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O município de Tailândia, localizado às margens da Rodovia PA-150, na região nordeste do Pará, registrou cinco mortes em três dias, causadas por infecção do novo coronavírus. Quatro delas ocorreram no domingo (18) e a quinta na madrugada desta quarta-feira (21). Ao todo, 24 casos positivos foram confirmados nas últimas 24h.

Um dos dias mais difíceis para os profissionais do sistema de saúde foi domingo (18). Naquele dia quatro pacientes perderam a vida: três homens e uma mulher. Entre as vítimas, o secretário de Cultura de Tailândia, Melquisedec Cruz Gonçalves, de 52 anos de idade. Ele estava internado no Hospital Geral de Tailândia.

O Boletim Epidemiológico divulgado na manhã de hoje, pela Secretaria Municipal de Saúde, informa que o município soma 105 mortes desde o início da pandemia. Somente neste ano foram 52 vítimas fatais. Os casos diagnosticados para a covid-19 atingiram 2.279.

A Secretaria de Saúde informa também que, nesta quarta-feira (21), o sistema de saúde tem 18 pacientes internados no Hospital Geral de Tailândia (HGT), dos quais seis recebem ventilação mecânica. Outros 20 pacientes foram transferidos para Belém pelo sistema aeromédico. 

Vale lembrar que, no início de março passado, o prefeito Paulo Liberte Jasper (MDB), o Macarrão, ignorou decreto do governo do estado que determinava o lockdown em vários municípios paraenses, como prevenção contra o avanço da contaminação pelo novo coronavírus. Na ocasião, ele autorizou a abertura do comércio em geral, sem restrições. (Antonio Barroso)

Atualização 22/04/21 às 18h10

A Assessoria de imprensa da prefeitura de Tailândia encaminhou ao Blog a seguinte Nota de Esclarecimento:

“O prefeito Paulo Liberte Jasper Macarrão não ignorou o decreto do governador do estado, em março.
Macarrão fez o próprio decreto municipal, inclusive reuniu com os comerciantes para que reforçassem os
protocolos dos cuidados e prevenções, além de que intensificou os serviços da saúde, do atendimento,
trazendo testes de primeira linha, equipamentos modernos, conseguindo garantir sim uma estabilidade na
saúde no município, estando em parceria com o HGT , levando remédios e apoio, porque o prefeito
Macarrão se preocupa com a população no quesito saúde e ele se preocupa também com o pai de família
que não pode ficar sem o seu emprego”.