Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Esporte

Remo vence o Tapajós no retorno ao Estádio Mangueirão e segue 100% no Parazão 2019

O gol único do atual campeão foi assinalado pelo lateral-direito Geovane em um golaço

O Clube do Remo voltou a campo pelo Campeonato Paraense de 2019. O Leão Azul encarou o Tapajós, na tarde deste domingo (3), no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém, em jogo atrasado da primeira rodada da competição. Apesar de encontrar muitas dificuldades na partida, os azulinos venceram por 1 a 0 e seguem com 100% de aproveitamento. O gol único do jogo foi marcado pelo lateral-direito Geovane, aos 34 minutos o 1° tempo, em um chutaço de fora da área.

O jogo: Remo 1 x 0 Tapajós – Leão Azul l é líder e 100% no Grupo A1

O Fenômeno Azul atendeu ao pedido da diretoria e dos jogadores e lotou o setor B do Estádio Mangueirão, o único setor que foi liberado, para o reencontro do time com a torcida. O atacante Henrique invadiu a área e cruzou, a zaga do Boto fez o corte e aliviou o perigo que rondava a meta santarena. Novamente o Leão chegou quando Geovane cobrou lateral diretamente para a área, o atacante Mário Sérgio desviou de cabeça e a bola foi por cima da meta.

O Tapajós chegou pela primeira vez depois que Andrezinho cruzou na área e Renato cabeceou, a bola passou por cima sem levar perigo aos azulinos. Os remistas chegaram em cobrança de escanteio efetuada por Wallacer, Mário Sérgio desviou na primeira trave para a chegada de Mimica, o zagueiro chegou cruzando e a bola passou na frente do gol e se perdeu pela linha de fundo. O Boto experimentou chutar de longa distância com Paulo Curuá, mas a bola foi para fora.

O Remo quase abriu o placar quando Henrique deixou Mário Sérgio na cara do gol para marcar, mas o atacante chutou cruzado para fora, levando a torcida a loucura no Mangueirão. Em uma falta quase que frontal, Wallacer cobrou e a bola explodiu na barreira e na sobra, Henrique chutou muito alto. Outra chance desperdiçada pelo Leão. O time de Santarém começou a arriscar de fora da área e em uma das tentativas, Léo Feitosa mandou muito longe da meta de Vinícius.

Sem muito poder de criação, o time remista também tentou surpreender de longe. Diogo Sodré pegou uma sobra de bola, mas mandou quase fora do estádio. Em uma descida do Tapajós, Renato invadiu a área e bateu para a defesa de Vinícius e na sobra o zagueiro Rafael Jensen livrou a barra azulina. Quem marcou mesmo foi o Remo. O lateral-direito Geovane recebeu passe pelo meio e disparou um chutaço no ângulo da meta do goleiro Jader, que ainda tocou na bola, mas não evitou o golaço azulino, aos 34 minutos, 1 a 0 Leão Azul.

Na jogada seguinte, Geovane cruzou duas vezes e a zaga do Boto conseguiu cortar, aliviando o perigo que rondava.  No 2° tempo, o Tapajós cresceu na partida em busca do gol de empate. Andrezinho cobrou falta da esquerda, a bola passou do goleiro Vinícius e ninguém do time santareno conseguiu mandar para as redes. Outra vez o Tapajós chegou com Paulinho Curuá, que chutou de longe e errou o alvo.

Veja também:  Clube do Remo vence a Seleção de Barcarena em amistoso visando o Parazão

O time visitante começou a dá trabalho ao atual campeão paraense. O atacante Mariano recebeu passe e chutou, a bola foi para fora. O Remo teve uma chance em um lance esquisito dentro da área tapajônica, após um escanteio cobrado por Wallacer, a bola sobrou na boca do gol e o goleiro Jader saiu com movimentos de carateca, aliviando para frente, na sobra do lance de arte marcial, o volante azulino Robson tentou marcar de bicicleta, mas acabou atingindo o defensor adversário e o árbitro assinalou falta de ataque.

Em mais um escanteio remista, Geovane cobrou e o zagueiro Rafael Jensen subiu de cabeça e mandou para fora. O Boto não se intimidou e Andrezinho cruzou para o toque de cabeça do atacante Mariano, a bola passou com perigo. O jogo ganhou emoção nos minutos finais. Em outra tentativa do time visitante, Júnior cruzou e Mariano subiu de cabeça novamente, mas agora mandou sem perigo.

Em uma falta frontal para o Tapajós, Fabinho cobrou em cima da barreira, perdendo uma boa chance de empatar o jogo. O Leão Azul também teve chance na bola parada de Geovane, que cobrou escanteio e levantou na área para a cabeçada de Mimica, o goleiro Jader fez milagre e defendeu com a ponta dos dedos o que seria o segundo gol da partida. Em seguida David Batista tabelou com Mário Sérgio, mas demorou para finalizar e deixou a zaga travar o lance.

Após uma lambança da zaga do Tapajós, Mário Sérgio pegou livre na esquerda e cruzou no meio da área para David Batista, o atacante sozinho conseguiu perder um gol feito. Aos 45 minutos, o árbitro marcou uma falta perigosa contra os azulinos. Em uma tentativa que foi mal ensaiada, a bola foi chutada na barreira. Placar final: Remo 1 x 0 Tapajós. O Leão Azul é líder do Grupo A1 com seis pontos, em dois jogos.

FICHA TÉCNICA

REMO: Vinicius; Geovane, Mimica, Rafael Jensen e Tiago Félix; Róbson, Diogo Sodré (Gustavo Ramos), Wallacer e Samuel (Welton); Henrique (David Batista) e Mário Sérgio. Técnico: João Neto.

TAPAJÓS: Jader; Amaral, Henrique, Kevem e Júnior; Paulinho Curuá, Fabinho, Léo Feitosa (Gustavo) e Andrezinho (Vitor Hugo); Mariano e Renato (Silvio). Técnico: Flávio Barros

Árbitro: Gustavo Ramos Melo

Assistentes: José Ricardo Coimbra e Bárbara Costa Loiola

Quarto árbitro: Joelson Santos

Cartões Amarelos: Róbson e Gustavo Ramos (Remo); Júnior (Tapajós)

Gol: Geovane, aos 34 minutos do 1° tempo para o Remo

Local: Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém

Renda bruta: R$ 409.820,00

Pagantes: 14.794

Sócios torcedores: 2.766

Credenciados e gratuidades: 1.665

Total: 19.225

Classificação do Parazão 2019

Grupo A1

1° Remo: 6 pontos

2° Águia: 4 pontos

3° Bragantino: 3 pontos

4° Castanhal: 0 ponto

5° São Francisco: 0 ponto

Grupo A2

1° Paysandu: 6 pontos

2° Independente: 6 pontos

3° Paragominas: 6 pontos

4° Tapajós: 3 pontos

5° São Raimundo: 1 ponto

Por Fábio Relvas

Deixe uma resposta