Redenção: Subseção da OAB lamenta a morte do empresário Celso Mello Filho

Ele, a mulher e os três filhos perderam a vida em acidente aéreo na manhã desta terça-feira (14), 15 segundos após o avião decolar de Piracicaba (SP) com destino ao Pará
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Subseção de Redenção da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Pará (OAB/PA) está de luto pela morte, na manhã desta terça-feira (14), em Piracicaba (SP), em acidente aéreo, do empresário Celso Silveira Mello Filho, de 73 anos. Além de ter contribuído para a construção da sede da Subseção naquela cidade, ele também fundou em Redenção a Fesar (Faculdade de Ensino Superior da Amazônia Reunida).

Além de Celso Mello Filho, perderam a vida no acidente: a esposa dele, Maria Luiza Meneghel, 71; os filhos do casal, Celso Meneghel Silveira Mello, 46, Camila Meneghel Silveira Mello Zanforlin, 48, e Fernando Meneghel Silveira Mello, 46; o piloto Celso Elias Carloni, 39, e o copiloto do bimotor modelo King Air B200, ano 2019, prefixo PS-CSM, Giovani Dedini Gulo, 24. Celso era acionista e irmão do presidente do Conselho de Administração da companhia Raízen, Rubens Ometto Silveira Mello.

O avião saiu do Aeroporto de Piracicaba com destino ao Pará e caiu 15 segundos após a decolagem, pouco antes das 9h, em uma área verde ao lado da Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatec).

A diretoria Subseção da OAB em Redenção publicou Nota de Pesar afirmando que “Doutor Celso, como era conhecido, promoveu o crescimento da atividade agropecuária, bem como fomentou a educação em nossa região, deixando um legado de muito trabalho e dedicação em prol do desenvolvimento do sul do Pará”.

Diz ainda a Nota de Pesar que Celso Silveira Mello Filho, “além de ser um bem sucedido empresário de envergadura nacional, contribuiu substancialmente para construção da atual sede da OAB/PA – Subseção de Redenção, convicto de que nossa instituição integra o rol de entidades da sociedade civil que promovem o fortalecimento dos laços que vivificam a cidadania e o estado democrático de direito”.

“Neste momento de imensurável dor e inestimável perda, a Diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil do Estado do Pará – Subseção de Redenção, expressa sinceras condolências e solidariedade a todos os familiares e amigos”, encerra a nota.

(Com informações do G1)