Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Hospital Geral anuncia morte cerebral de jovem atropelado em Parauapebas

A Prefeitura de Parauapebas lamenta profundamente pelo ocorrido e se solidariza com a família

A Secretaria de Saúde (Semsa) informa que nesta segunda-feira, 10, por volta das 13h, no Hospital Geral de Parauapebas (HGP), foi iniciada a abertura do protocolo médico de morte cerebral do paciente W. F. A., vítima de acidente de trânsito e deu entrada na unidade na madrugada do último sábado, 8.

O procedimento foi iniciado por médico neurologista após avaliações clínicas a respeito do quadro de saúde do paciente, considerado gravíssimo desde a entrada na unidade.

A Semsa frisa que todos os cuidados e recursos possíveis estão sendo garantidos ao paciente que está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e que qualquer procedimento e exames específicos só poderiam ser realizados conforme estabilização do quadro clínico, como informado anteriormente.

O paciente está sendo acompanhado por especialistas como ortopedista, neurologista, equipe de cirurgia geral, médico intensivista e demais profissionais envolvidos no atendimento de forma ininterrupta, que não mediram esforços para salvar a vida do paciente.

A Semsa deixa claro que o gravíssimo estado de saúde do jovem foi determinante para impedir qualquer tipo de exame e outros procedimentos fora da UTI, pois W. A. está completamente dependente dos aparelhos e não pode ser removido de forma alguma.

A Prefeitura de Parauapebas lamenta profundamente pelo ocorrido e se solidariza com a família de W. A.

Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

Ontem, 9, Marcelo Napoleão Andrade natural de Teresina Piauí, 38 anos, agente administrativo do Ministério do Trabalho, se apresentou espontaneamente à Polícia Civil, em Marabá. Ele confessou ser o motorista do veículo Honda Civic, prata, que atropelou o adolescente W.F.A. de 16 anos, quando este patinava na rodovia PA-275.

Marabá

Tragédia em Marabá: descarga elétrica mata quatro jovens no Rio Tocantins

Eles brincavam em uma tubulação da Estação de Captação da Cosanpa e encostaram em um fio elétrico desencapado

Cinco rapazes, três deles irmãos, foram vítimas de descarga elétrica por volta das 16h30 deste sábado (8), no Rio Tocantins, no final do Bairro Santa Rosa, na Velha Marabá. Eles brincavam em uma tubulação da Estação de Captação da Cosanpa (Companhia de Saneamento do Pará), quando um deles tocou em fio elétrico da bomba, que estava descascado, sem o isolamento, tomou o choque elétrico e gritou por socorro. Os amigos correram para socorrê-lo e também foram vítimas da descarga. Inicialmente, foi confirmada a morte de Nelson Siqueira da Silva, 27 anos.

Daniel e Edimar Siqueira da Silva, assim como José Carlos Carvalho, em princípio, foram dados como desaparecidos. Porém, no final da tarde, homens do Corpo de Bombeiros encontraram os corpos deles.

Um quinto jovem, Henrique Carvalho, único que escapou com vida foi removido para o Hospital Municipal de Marabá, onde permanece internado, mas não corre perigo de morte. Henrique é irmão de José, que também morreu.

O gerente da Cosanpa em Marabá, Paulo Afonso Rodrigues Barbosa, esteve no local para verificar o que havia acontecido, mas, teve de sair às pressas, porque populares ameaçavam linchá-lo. Ele foi ouvido em depoimento pela delegada Simone Felinto, da 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil.

Uma equipe do CPC (Centro de Perícias Científicas) “Renato Chaves” estará no local fazendo levantamentos para determinar o que aconteceu.

O sentimento no local é de tristeza e revolta, dos familiares, amigos, vizinhos e outras pessoas do Bairro Santa Rosa.

Parauapebas

Jovem de Curionópolis morre em acidente após show em Parauapebas

Tamires Costa e quatro amigos retornavam para casa após terem assistido ao show de Gustavo Lima, quando o carro em que estavam saiu da rodovia e capotou

Um acidente automobilístico, por volta das 3h da madrugada desta segunda-feira (3), tirou a vida da jovem Tamires de Cássia Ferreira Costa, 25 anos. Ela e quatro amigos retornavam para Curionópolis, após terem assistido show do cantor Gustavo Lima em Parauapebas, quando o carro em que estavam saiu da estrada por cerca de 50 metros e capotou. O acidente ocorreu na Rodovia PA-275, próximo à entrada para a Universidade Federal Rural da Amazônia.

O automóvel, um Renault Sandero, prata, placas QPJ-2814-Belo Horizonte/MG, era dirigido por Harlan Carlos Oliveira Borges, 25, e além de Tamires, estavam no veículo Gustavo Oliveira, 19, Letícia Sousa da Silva, 17, e Mylene Beatriz dos Santos Dutra, 17. Os quatro saíram com escoriações e ferimentos e foram levados pelo Samu e pelo Resgate dos Bombeiros para o Hospital Geral de Parauapebas, onde seguem internados.

A causa do acidente ainda é desconhecida, mas várias latinhas de cerveja foram encontradas no local da capotagem, o que pode ser um indício de que o condutor estaria alcoolizado. As autoridades do trânsito, entretanto, ainda não se pronunciaram sobre o assunto, assim como as vítimas.

Redenção

Idosa e PM são vítimas de colisão entre duas motocicletas em Redenção

As vítimas foram removidas pelo SAMU para o Hospital Municipal e passam bem

Foi registrado na manhã desta segunda-feira (12), um acidente de trânsito envolvendo um policial militar em serviço e um mototaxista. A colisão envolvendo duas motocicletas aconteceu por volta das 9h30 na Avenida Thompson Filho, em Redenção.

De acordo com o mototaxista Francisco Rodrigues de Faria, que não teve nenhuma lesão, disse à reportagem do Blog que estava levando uma cliente identificada por Aparecida até uma agência bancária. “Eu estava vindo sentido Avenida Thompson Filho quando dei a seta para entrar ao lado da feira coberta, o policial veio meio rápido e colidiu pegando uma parte da moto”, informou Francisco.

A cliente de Francisco Rodrigues de Faria foi atingida pela moto e precisou ser socorrida, assim como o militar. Todos estavam conscientes.

Após o acidente as vitimas ficaram caídas ao chão por mais de 10 minutos, aguardando o resgate. O local ficou tomado de policiais militares que controlaram o trânsito até a chegada do serviço médico.

O Policial Militar envolvido na colisão foi identificado por Cabo Zeferino. Ele conduzia uma motocicleta pertencente a Polícia Militar, de placa QUE-5484, de Ananindeua.

Todos foram removidos até ao Hospital Municipal Iraci Machado de Araújo, onde foram atendidos e passam bem.

Já o mototaxista foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, para os procedimentos cabíveis.

Francisco disse ainda que há sete anos trabalha na referida profissão e que somente duas vezes envolveu-se em acidente de trânsito.

A reportagem ouviu na tarde desta segunda-feira, o coordenador de enfermagem do Hospital Iraci Araujo Machado,  Andre Felipe, que informou que de janeiro até o presente momento foram atendidos na unidade Hospitalar 1.603 pessoas vítimas de acidente de trânsito, informando ainda que a maioria não usava capacete.

Segue abaixo os números de acidentados atendidos no Hospital Iraci Machado de Araújo em Redenção:

Jacundá

Criança de 2 anos morre vítima de acidente de moto em Jacundá

Garoto de dois anos seguida de moto com o avô, que se desequilibrou e ambos caíram. A tragédia comoveu a cidade

Uma tragédia vitimou o pequeno Arthur Santos Souza, de 2 anos e 10 meses de idade, e comoveu os moradores da cidade de Jacundá. Ele morreu em acidente causado pelo desiquilíbrio de uma moto pilotada pelo avô Ailton Santos, 50 anos, na manhã de domingo, 11, no Bairro Vista. Morador do Residencial Buriti, o avô do menino saiu de sua residência para buscar um tambor de água de 20 litros no Bairro Bela Vista. Ao retornar pela Rua Lauro Sodré, próximo da Rua Paulo VI, percebeu que o vasilhame, que estava preso na garupa da moto Bros, estaria se desprendendo.

“Segundo ele, ao olhar para o tambor de água houve a perda de controle do veículo, que seguiu em direção a um morro da rua, pois esta fica abaixo do nível das casas. E a criança, que ia sentada no tanque de combustível do veículo, sofreu o todo o impacto”, relata o tio do garoto, o conselheiro tutelar Wallace Silva.

Moradores chamaram o Samu para socorrer as vítimas. Ao constatar óbito do menino, apenas o avô foi encaminhado para o Hospital Municipal com suspeita de fraturas nas costelas e clavícula. Ele também teve lesão no couro cabeludo.

Filho de Willian e Luana, pais separados, o menino passava a maior parte do tempo com o avô Ailton, pois a mãe trabalhava e o pai também. E, naquela manhã, ao ouvir do avô dizer que iria buscar o vasilhame com água, o pequeno Arthur insistiu para acompanhá-lo. Um agente de trânsito consultado pela Reportagem enumerou três infrações cometidas pelo condutor do veículo. A primeira delas é que os dois estavam sem capacete; a segunda, a criança é menor de 7 anos de idade e, a última, é ato infracional também transportar crianças no tanque de combustível. “São práticas comuns em nossa cidade. Isso é lamentável”, destacou o agente que pediu para não ser identificado.

Na Creche Nossa Senhora da Aparecida, onde o menino permanecia em tempo integral, a direção decretou luto. “Era um menino alegre, inteligente e participativo”, descreveu a professora Rosiane Alves Diucler. A sala de 20 participantes, agora passa a ter 19. “Vamos explicar que o pequeno Arthur está morando com o Papai do Céu. Assim os coleguinhas vão entender a sua ausência”, explicou a diretora Cristina Santana.

O caso foi registrado em Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de Jacundá. Nesta semana o delegado Sérgio Máximo ouvirá o avô do menino. O corpo do garoto foi sepultado nesta manhã no cemitério de Jacundá.

Redenção

Mulher tenta fugir de cachorro, dá passo em falso e é esmagada por caminhão

Catiana perdeu a vida no famigerado “Dia das Bruxas” numa fatalidade no meio da rua, em Redenção

A má sorte do macabro Dia das Bruxas – 31 de outubro – recaiu sobre Catina Rodrigues dos Santos, 47 anos de idade. A fatalidade aconteceu por volta das 9 horas, na Avenida Maria Ribeiro, no setor Marechal Rondon, em Redenção.

De acordo com o sargento Miranda, da Polícia Militar, a vítima passava pela Avenida Maria Ribeiro quando um cachorro latiu. Assustada, Catina teria pisado em falso e tropeçou para o meio da via pública. Nesse exato momento um caminhão de cor amarelo, placa KCD-7638, de Redenção, dava ré, o motorista não viu a vítima e passou por cima dela.

“Fomos informados deste acidente e rapidamente homens da Polícia Militar vieram ao local e, ao aqui nos deparamos com esta cena bastante lamentável e angustiante. O motorista foi levado ao hospital, porque ele passou mal ao vê a mulher debaixo do seu caminhão. A guarnição fez o isolamento do local até a chegada da Polícia Civil”, contou o sargento.

O local do acidente foi rodeado de curiosos. A mãe da vítima, identificada por Geneci Barbosa, disse à reportagem que a filha era alcoólatra. “Lamento o que aconteceu com minha filha, infelizmente eu já esperava por algo dessa natureza”, concluiu a genitora.

De acordo com Geneci, a filha era viciada em bebidas, e atualmente vivia mais nas ruas do que em casa, más antes disso, Catina teve uma história para se contar. Catína no passado, foi casada, teve filhos e era formada em enfermagem. “Minha filha foi a melhor enfermeira aqui da região, trabalhou nos Hospitais, São Vicente, Iraci, no posto de saúde Bela Vista e outros” disse a mãe.

Ainda segundo Geneci, Catina queixava-se que na profissão que estava exercendo atualmente, estava ganhando mal e, então, decidiu ir trabalhar em aldeias indígenas. Porém, foi lá que a jovem voltou a ser dependente do álcool. “Antes ela bebia somente cerveja, depois que foi pra aldeia voltou com o vício e, logo, abandonou tudo que tinha e foi morar nas ruas”, relatou Geneci.

A mulher que muito contribuiu com o município de Redenção despediu-se desta vida de forma melancólica, tombando ao lado de um litro de cachaça conhecida como “51”.

Parauapebas

Mulher bate com a moto no meio fio e morre em Parauapebas

Ela pediu para dormir na casa de uma amiga, mas resolveu sair de moto no meio da noite e estava pilotando sem capacete

A merendeira Lucirene dos Santos Silva, 35 anos, morreu por volta de uma hora da madrugada desta segunda-feira (8), ao perder o controle da motocicleta Honda Biz, preta, placa NSG-6728/Ourilândia do Norte-PA, e bater no meio fio, na Rua “E”, Bairro Cidade Nova, em frente a um posto de combustíveis. Ela estava sem capacete, levava o acessório no braço e, ao cair, bateu com a cabeça na calçada, morrendo na hora.

Uma filha de Lucirene, que preferiu não se identificar, contou que a mãe havia saído pela manhã e almoçou na casa de uma amiga, onde também passou a tarde e, à noite, pediu para dormir lá, tendo o consentimento da amiga. A mulher – não identificada – contou, entretanto, que no meio da noite Lucirene resolveu sair com a moto.

A filha contou que, na madrugada, ela e outra irmã foram surpreendidas como uma mensagem de WhatsApp, com foto, enviada por um amigo, em que uma mulher estava morta na calçada. Lucirene foi reconhecida que roupa que estava vestindo e as filhas entraram em desespero.

“Quando abrimos a porta para sair, já estavam na frente da nossa casa vários amigos dela e o carro da funerária”, contou a moça, que não sabe dizer se a mãe havia ou não ingerido bebida alcoólica nem se ela estava na companhia de alguém na hora do acidente. O corpo de Lucirene será trasladado para Redenção, onde moram os parentes dela, que deixa quatro filhas e uma neta.

Jacundá

População de Jacundá pede justiça para a morte de professor

Motociclista que atingiu Jairo Miranda continua sem identificação. A Polícia Civil pede ajuda da população para identificar o “acrobata da morte”

Estudantes, educadores e amigos do professor Jairo Miranda, morto ao ser atingido por uma moto na noite de sábado (29), em Jacundá, estão mobilizando uma manifestação pela paz no trânsito que acontecerá a partir das 16h desta quarta-feira (3), com ponto de concentração na Escola Maria da Glória Rodrigues Paixão.

O professor Jairo se preparava para sair com sua moto na Rua 10 de Julho, Bairro Aparecida, que foi atingido imprudentemente por uma moto modelo Honda Fan, cor preta, pilotada um rapaz com identidade ainda desconhecida, que empinou o veículo causando o acidente. Na garupa estava um passageiro também não identificado.

Os dois, logo após atingirem o professor, saíram do local sem prestar socorro. E, na fuga, atingiram ainda outra moto em que estavam mãe e filho. Neste caso, ambos estão hospitalizados na cidade de Tucuruí, para onde foram transferidos do Hospital Municipal Maria Cecília de Oliveira. Enquanto o professor teve morte instantânea.

Diante do caso e de outros semelhantes registrados na cidade, moradores vão promover uma mobilização para chamar atenção das autoridades. No texto distribuído pelas redes sociais, o alerta para os inúmeros casos de acidentes provados por motociclistas que empinam moto na cidade.

“Chega de violência no TRÂNSITO! Sociedade de modo geral nos ajudem. Precisamos nos unir e darmos um basta neste cenário triste na história de Jacundá. Amanhã, contamos com a sua presença nesse grande ato. Junte-se a nós! Concentração a partir das 16:00h, em frente a EEEM Profª Maria da Glória”.

Por outro lado, um inquérito foi aberto Pela Polícia Civil de Jacundá e a investigação para identificar o autor do acidente continua. A polícia pede ajuda da população para que forneça qualquer informação sobre o paradeiro da dupla da moto que matou o professor Jairo Miranda.