3º Pebas Jump, maior campeonato de radicais do estado do Pará, encerra sua temporada com recordes de participações.

Mais de 400 atletas brigaram pelo pódio durante os três dias de evento do 3º Campeonato Nacional Open de Esportes Radicais, e atraiu atletas de várias regiões do Pará, e estados do Brasil como o Maranhão, Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Amapá, São Paulo e Bahia.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Oito modalidades agitaram as competições (PaintBall, Slackline, BMX Freestyle, BMX Dirt Jump, Bicicross, patins Street, moto Wheeling e Skate) dentro das categorias iniciantes, amador e profissional (infantil e adulto – masculino e feminino). Para aqueles que gostam de sentir a emoção a flor da pele o evento garantiu ao vivo e a cores, manobras alucinantes no ginásio Islander Souza – Bairro Beira Rio em Parauapebas. O 3º Pebas Jump foi uma realização da Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel) que contou com o apoio dos profissionais da União do Esportes Radicais e Culturas Alternativas de Parauapebas (UERCAP).

O campeonato nacional iniciou na sexta feira, 10, e contou com a participação de vários convidados ilustres. O secretário Geral de Governo Keniston Braga aproveitou para reforçar o compromisso da gestão municipal em apoiar eventos esportivos que elevem Parauapebas para o escalão nacional. O atual presidente da Câmara de Vereadores de Parauapebas, Ivanaldo Braz usou a frase “vamos praticar esporte, porque esporte é vida e transformação”.  O vereador Francisco Eloecio destacou o empenho do legislativo na busca POR projetos que viabilizem cada vez mais os atletas da cidade.

O vice-prefeito, João do Verdurão também esteve presente ao lado do prefeito de Parauapebas, Darci Lermen, que parabenizou todos os atletas vindos de vários lugares do país, por confiarem no trabalho que o governo municipal vem realizando para atender os esportistas. “ Fico imensamente feliz em saber que vieram competir aqui … Quero anunciar que final do ano, vamos entregar uma praça de alto nível para todos os praticantes dos radicais,  será  na antiga praça dos minérios,  pensamos em um espaço amplo e digno para que  possam treinar e se preparar para as competições,  e que ano que vem o Pebas Jump, esteja nas programações de aniversário da cidade no mês de maio”, declarou o prefeito Darci Lermen.

O atleta da Seleção Brasileira Paralímpica de Judô, Thiego Marques, também esteve entre os convidados, ele recebeu das mãos de Darci Lermen, uma placa simbólica pelo reconhecimento de sua participação nos jogos Paralímpicos. “Essa placa não é só minha e sim de todos nós que acreditamos no esporte,” declarou o atleta Thiego Marques.

As disputas seguiram para o sábado, quando foi realizada a primeira bateria classificatória,  o resultado garantiu a dez competidores de cada modalidade a chance de irem direto para a final no domingo, 12. O BMX Racer (Bicicross), foi uma das modalidades mais disputadas, cerca de 60 atletas participaram subdivididos entre 10 categorias, inclusive vários alunos da escolinha da Semel competiram pelas categorias infantis, a parti dos seis anos de idade.

Segue um resumo das premiações pela modalidade do bicicross, a competição com maior número de categorias:

na categoria Boys 6 ANOS, Eduardo Santos Medina ficou com o ouro, Carlos Eduardo recebeu a prata e Gabriel Pereira garantiu o bronze, todos atletas de Parauapebas. Já na categoria Boys 7/8 ANOS, o ouro foi para Álvaro Gonçalves da cidade de Portel- PA. Na categoria foi a Boys 09/10 anos, duas medalhas foram garantidas a Parauapebas, um ouro conquistado por Luís Fernando e um bronze de Kael Dylan, já a prata ficou para Jason Ramires da cidade de Açailândia – MA.

 Os competidores Boys 11/12 anos, astrês medalhas ficaram para Parauapebas, Enzo Anceto levou o ouro, Arthur Gonçalves a prata e Jaiane Brito ficou com o bronze que foi a única participante feminina na bateria de bicicross. Durante o percurso Jaiane sofreu um desequilíbrio com outro piloto, mas não desistiu da prova e terminou garantindo a ela o terceiro lugar no pódio.

Os BOYS 13/14 ANOS, apenas dois competidores decidiram seus lugares no pódio. O estado do Maranhão foi representado por Diego Lucio de Açailândia que levou o ouro, Luís Eduardo que representou a cidade de São Miguel do Guamar – PA garantiu a prata. Na categoria profissional Men 17/29 anos, o atleta de Parauapebas João Werbety, carimbou o ouro, a prata e o bronze ficaram para a cidade de São Miguel do Guamar, pelos atletas Wedson e Rildo Neves respectivamente.

Para as categorias Cruise men 40+, Ivan Rodrigues da cidade de Açailândia levou o ouro, Paulo Roberto da cidade de São Luís, capital do Maranhão, foi quem ficou com a prata e mais uma vez a cidade de São Miguel do Guamar saiu na frente e Josimar garantiu o bronze. O município de Imperatriz- MA levou o ouro com a vitória do atleta Aristeu e a cidade de Açailândia levou o vice-campeonato com a segunda colocação de Marcilei, Parauapebas também se destacou no bronze e quem conseguiu foi Faristom de Andrade.

Deu ouro paraDarineto Lopes da cidade de Colinas -TO na categoria ELITE MASTER, a prata para Madson José, já Claudinei Santos que representou Parauapebas, levou o bronze. A categoria ELITE MEN considerada a mais pesada no ranking de pontuações no BMX RACER, o campeão foi Rodrigo Lima, vice-campeonato ficou para Lucas Gaspar Lima de Parauapebas e o 3º lugar para Maurício Pinheiro. Lucas Gaspar é o atual professor da modalidade de bicicross na escolinha da Semel, além de possuir um histórico no   pan-americano de bicicross, é tambem o vice-campeão brasileiro de bicicross Cruise Men, hexacampeão paraense e bicampeão tocantinenses e dessa vez garantiu a prata no 3º Pebas Jump.

“Foi emocionante competir e ver meus alunos aqui também competindo, a prefeitura de Parauapebas por meio da Semel está de parabéns, nos proporcionou uma competição incrível”, declarou o vice-campeão do 3º Pebas Jump, Lucas Gaspar.

Já na modalidade do BMX Street,  o ouro ficou para o atual campeão brasileiro que representou o estado de São Paulo, Rodrigo Oliveira, conhecido mundialmente como Reza Vela “ Foi uma competição bastante acirrada, fiquei impressionado com toda a estrutura, meu patrocinador me mandou pra cá, quando cheguei foi realmente incrível e já estou me convidando para a edição do ano que vem (risos)”, declarou Reza Vela .

Outro atleta que prometeu arrancar aplausos da torcida foi Gustavo Balaloka, dono de vários títulos mundiais e considerado um dos favoritos do DIRT JUMP BMX (saltos na rampa de terra), e não é pra menos que ele garantiu o ouro no 3º Pebas Jump. “Dei o melhor de mim, a competição foi incrível e confesso que os atletas aqui do Norte, possuem um nível bem avançado e quero parabenizar a organização por todo capricho nas competições, espero voltar ano que vem “comentou o campeão Gustavo Balaloka que representou São Paulo.

No PaintBall, três equipes de Parauapebas subiram ao pódio, Alcateia, Vaipers e Ratos do Mato ficaram com o ouro, a prata e o bronze respectivamente. Na modalidade de Motoweeling, o campeão foi o piloto Nanin, que se apresentou em sua moto de 700 cc e representou a cidade de Xinguara PA.

Segue tabela detalhada como ranqueamento das modalidades com maior número de categorias.

CLASSIFICAÇÃO AO PÓDIO

CATEGORIA ELITE MASTER:

  •  *1º LUGAR – Dorineto Lopes de Souza                 
  • *2º LUGAR – Madson José da silva lima                        
  • *3º LUGAR – Claudinei de Sousa Santos                                

CRUZE MEN 40+

*1º LUGAR – Ivan Rodrigues Vieira

*2º LUGAR – Paulo Roberto Ribeiro de Moraes

*3º LUGAR – Josimar Soares Verissimo                 

MEN 17/29

1º LUGAR – João Weber da Silva Almeida

*2º LUGAR – Lucas Wedson da Cunha Guimarães                                                                     

*3º LUGAR – Rildo Neves da Silva                                      

ELITE MAN

1º LUGAR – Rodrigo de Oliveira Lima (todos de parauapebas)                                       

2º LUGAR – Lucas Gaspar Lima                                            

3º LUGAR – Mauricio Pinheiro                                            

SLACKLINE

1º LUGAR – Richard Wesley Sena Fernandes (todos de Marabá)   

2º LUGAR – Ricardo Sousa                                                    

3º LUGAR – John Williams Santos de Souza                   

PATINS OPEN

1º LUGAR – Rafael Santana Oliveira                                 

2º LUGAR – John Andrade Silva Lima                             

3º LUGAR – Juan Ronnei Dias dos Anjos                 

BMX DIRT JUMP PROFISSIONAL

1º LUGAR – Gustavo Batista de Oliveira (bala loka) – Carapicuiba – São Paulo             

2º LUGAR – Eliardo Rodrigues de Souza – São Domingos do Araguaia               

3º LUGAR – Dilson Moreira Andrade filho – Vitória da Conquista – BA

BMX DIRT JUMP AMADOR I

1º LUGAR – Thiago Sousa – Parauapebas               

2º LUGAR – Clayton Jardim – Canaã dos Carajás         

3º LUGAR – Sanderson – Bahia

             BMX DIRT JUMP AMADOR II

1º LUGAR – Josué Araújo – Breu Branco               

2º LUGAR – Ygor Batista – Capitão Poço –PA                 

3º LUGAR – Cicero Brito – Bonito – PA

BMX STREET AMADOR

1º LUGAR – Thiago Sousa – Parauapebas               

2º LUGAR – Clayton Jardim – Canaã das Carajás                 

3º LUGAR – Sanderson – Bahia             

BMX STREET PROFISSIONAL

1º LUGARRodrigo Oliveira (reza vela) – Itapevi -SP              

2º LUGARThiago Sousa – Parauapebas – PA  

3º LUGARGabriel Dias – Tailândia PA           

SKATE INICIANTE

1º LUGARNoel Costa Júnior                                    

2º LUGARCassio Clevesson Sepeda                                                    

3º LUGAR – Matheus Teixeira Soares                 

         SKATE FEMININO

1º LUGARLaís Hevila C. P. Prestes                                      

2º LUGARFabiana Machado                                    

3º LUGARMaria Cecilia Oliveira                            

SKATE AMADOR

1º LUGARDiego Oliveira de Brito                        

2º LUGARLeandro da Cruz Oliveira Júnior               

3º LUGAR – Wedson Araújo Ferreira      

Texto Cleidi Rodrigues / Comunicação Semel

com informações da UERCAP