Redenção: Helder entrega unidade prisional e assina OS para a duplicação da PA-287

Durante a solenidade, o governador ainda entregou um caminhão para produtores de abacaxi de Floresta do Araguaia e assinou convênio para construir pontes em Santana do Araguaia
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O governador do estado, Hélder Barbalho, esteve em Redenção, no sul do Pará, na manhã desta quinta-feira (16), onde entregou uma nova unidade prisional e assinou a Ordem de Serviço (OS) para a duplicação da PA-287, no trecho que inicia na Avenida Brasil e vai até o Aeroporto. Ainda em Redenção, o governador entregou um caminhão para produtores de abacaxi de Floresta do Araguaia e assinou convênio para construir pontes em Santana do Araguaia.

Acompanhado do prefeito de Redenção, Carlo Iavé, secretários municipais, além de prefeitos de outros municípios, o governador Helder Barbalho também visitou as obras da Avenida Benjamin Guimarães. Na próxima quinta-feira (23), Helder inaugura a Escola Tecnológica em Santana do Araguaia e a ala de Covid-19, em Conceição do Araguaia, no sul do Pará.

Duplicação: A obra de restauração do trecho da PA-287, conhecido como Avenida Araguaia, será entre a Avenida Brasil e a Estrada dos Britos, que dá acesso ao Aeroporto da cidade. A via será duplicada e ganhará 2,65 quilômetros de asfalto.

A plataforma da rodovia passará de 10 para 17 metros, com implantação de acostamento. Segundo o governo do estado, a obra beneficiará diretamente 84 mil habitantes da cidade, garantindo o escoamento da produção do município, cuja base é a pecuária e a soja.

Uma das mais importantes rodovias da região sul e sudeste do Pará, a PA-287 tem mais de 188 quilômetros de extensão, dos quais 144 quilômetros estão asfaltados. De acordo com o governo do estado, em 2019, a rodovia, que liga Redenção a municípios como Conceição do Araguaia e Cumaru do Norte, passou por serviços de manutenção e conservação.

Próxima ao Estado do Tocantins, a PA-287 é também uma estratégica rota de escoamento de produtos que chegam e saem do Pará.

(Tina Santos- com informações da Agência Pará)