Redenção: Cidade terá sistema de videomonitoramento 24 horas

O sistema começa operar, ainda em dezembro, em fase experimental. O objetivo é a redução da criminalidade no município
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A cidade de Redenção, no sul do Pará, vai contar com serviço de videomonitoramento 24 horas, objetivando reduzir o índice de criminalidade no município. O sistema começa a operar ainda em dezembro em fase experimental.

Nesta quarta-feira (15), representantes da prefeitura e órgãos de segurança pública se reuniram para acertar os últimos detalhes para a implantação do sistema. Com câmeras instaladas nas principais vias e bairros da cidade, a Centro de Comando Operacional (CCO) vai ter, em tempo real, imagens de tudo o que está acontecendo, acionando as viaturas da Polícia Militar quando observar assaltos ou outros tipos de crimes.

Segundo a prefeitura, a instalação do sistema de videomonitaramento já está quase concluída e começa a operar em fase experimental ainda este mês. De acordo com o prefeito do município, Marcelo Borges, o investimento visa aparelhar a segurança pública, melhorando a resposta contra a criminalidade e dando mais segurança a população.

Pedro Rodrigues dos Santos, que assumirá a coordenação do projeto, explica que todas as saídas da cidade serão monitoradas, o que facilitará, por exemplo, a recuperação rápida de veículos furtados ou roubados dentro da cidade, assim como a resposta a outros crimes. Ele enfatiza que a empresa responsável já começou a instalação dos equipamentos.

Na reunião realizada nesta quarta-feira, estiveram presentes os delegados da Polícia Federal Tiago Lima da Silva e Luís Fernando Ribeiro; os delegados da Polícia Civil Luís Antônio e Lincon Vruck; o comandante do 7° Batalhão da Polícia Millitar (7ºPM), tenente-coronel Alves; e o vice-prefeito de Redenção, Karlos Wonnei, que assumirá a direção da Secretaria Municipal de Segurança Pública.

Para o comandante do 7º BPM, a ferramenta contribuirá nas ações preventivas de combate à criminalidade, reduzindo os índices de ocorrências registradas e aumentando a segurança e bem estar da população.

Tina DeBord