Presidente do Castanhal, Helinho Paes, aguarda a definição sobre o futuro do Parazão 2020

A FPF confirmou reunião para a tarde desta quarta-feira (08/04), por videoconferência
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A pedido de sete dos 10 clubes que participam do Parazão 2020, a Federação Paraense de Futebol (FPF), marcou uma reunião presencial com um representante de cada time para a tarde desta quarta-feira (08/04), às 15h, mas o encontro acabou sendo cancelado pela FPF. No entanto, os clubes ameaçaram a entrar com mandado de segurança e a FPF voltou atrás e manteve a reunião, mas às 16h, e por videoconferência. Inclusive, o presidente da FPF, Adélcio Torres, divulgou um ofício circular no site oficial da instituição, que o encontro estava cancelado. A reunião poderá definir o futuro do Campeonato Paraense.

Sem saber sobre o futuro do Parazão, os clubes seguem se manifestando a respeito do que pensam sobre uma possível decisão a ser tomada. O Castanhal Esporte Clube vem fazendo um bom Parazão, estando atrás somente de Paysandu e Remo, ocupando o 3° lugar com 14 pontos conquistados, ou seja, estaria avançando para as semifinais e além de brigar pelo título inédito, buscaria vagas em competições nacionais, como a Copa do Brasil e Série D. O presidente do Castanhal, Helinho Paes, aguarda pela definição da FPF.

“Estamos aguardando as definições futuras do campeonato, tendo em vista que nós presidentes de clubes já provocamos a federação para fazer uma reunião para que a gente possa apresentar as propostas cabíveis, que nós possamos dá um novo direcionamento ao campeonato, ou que a federação dê um direcionamento para que a gente possa de fato saber o que vai acontecer”, afirmou Helinho Paes.

A campanha do Japiim da Estrada vem chamando a atenção. O time tem o artilheiro do Parazão, o atacante Pecel, que já assinalou oito gols, em oito jogos, tendo uma média de um gol por partida. A equipe do técnico Artur Oliveira tem quatro vitórias, dois empates e apenas duas derrotas no Parazão, atingindo 58,3% de aproveitamento. O presidente Helinho Paes enaltece e acredita no trabalho do chamado “Rei Artur”, ambos têm históricos positivos com títulos do Parazão, vestindo a camisa do Clube do Remo.

“Os nossos atletas estão em casa seguindo a orientação de toda a comissão técnica, que por sinal vem fazendo um grande trabalho esse ano com professor Artur Oliveira. Falando um pouco do nosso time, é de muito orgulho que eu posso apresentar nosso projeto. Há seis anos, na verdade, que a gente trabalha com jogadores formados nas categorias de base e nos últimos anos não está sendo fácil, porque mexer com jogadores de base requer muita paciência, principalmente em um campeonato muito difícil como é o nosso Campeonato Paraense. Mas no ano de 2020, graças a Deus, as coisas foram muito favoráveis, e a gente está colhendo muitos bons frutos e só vamos aguardar a expectativa de poder saber como vai finalizar o campeonato, e o principal de tudo, que a gente consiga o nosso objetivo que é voltar ao cenário nacional e disputar as competições nacionais”, disse Helinho Paes.

Por Fábio Relvas