Prefeito em exercício de Tucuruí também está ameaçado de morte

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Em áudio que circula por diversos grupos de Whatsapp, o Secretário de Apoio à Segurança, Coronel Pedro Paulo Barata, denunciou que o grupo político que assumiu o poder municipal, logo após o assassinato de Jones William, se reuniu na casa do prefeito afastado, Artur Brito, onde teria sido planejado “bater” no prefeito em exercício.

O Coronel Barata também afirma que outro grupo menor faz ameaça de morte ao atual prefeito, Benedito Joaquim Campos Couto, o Bena Navegantes (PROS), que assumiu a prefeitura após o afastamento de Artur Brito.

Artur Brito está afastado pela justiça após pedido feito pelo Ministério Público e pela Câmara Municipal, que investiga diversas denúncias contra Artur em uma CPI, cujo relatório será apresentado ainda essa semana e pode culminar na cassação de Artur Brito.

O Secretário ainda não se pronunciou sobre o teor do áudio veiculado nas redes sociais.

Ouça o áudio em questão:

Publicidade

Relacionados