Polícia procura atirador que matou um irmão e mandou outro para o hospital em Jacundá

Bodó invadiu uma casa na manhã de quinta-feira e atirou contra os dois rapazes
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Felipe Correa Batista, conhecido como Bodó, está sendo procurado pela Polícia Civil de Jacundá. Ele é acusado de ter assassinado a tiros Adryan Alves da Silva, 20 anos, e de tentar matar André Alves da Silva, 20. Os dois são irmãos e estavam na Rua Tapajós, Bairro Cidade Nova, na casa de um parente, quando foram atacados, por volta das 10h de quinta-feira (13).

Populares chamaram as polícias civil e militar e socorreram os irmãos, que foram removidos ao Hospital Municipal de Jacundá. Adryan morreu durante o trajeto. André recebeu os primeiros atendimentos Jacundá e foi transferido para o Hospital Regional de Tucuruí (HRT), onde continua internado.

Antes de ser encaminhado ao HRT, André apontou Felipe Batista como autor dos tiros. No entanto, não disse qual a motivação dos crimes. Um inquérito instaurado na Delegacia de Polícia Civil de Jacundá pretende esclarecer o caso. O acusado continua foragido.

(Antonio Barroso)