Polícia Militar de Jacundá está de luto com a morte do cabo Duarte

O policial já estava no município havia 11 anos e, em 2022, seria promovido a sargento
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Internado há dez dias no Hospital Santa Maria, em Ananindeua, o cabo Moisés Edson Duarte Souza, 32 anos de idade, lotado na 18ª Companhia de Polícia Militar do Pará (CIPM), com sede no município de Jacundá, sudeste do Estado, não resistiu às complicações do novo coronavírus e morreu às 11h dessa quarta-feira (28). Duarte seria promovido a sargento no próximo ano, 2022.

Cabo Duarte, como era conhecido na corporação militar, era casado, pai duas filhas, e natural do município de Santa Izabel. Há 11 anos exercia a função no município de Jacundá, onde chegou em 2010. O falecimento do militar causou comoção entre amigos e colegas de farda. Nas redes sociais de Jacundá o militar recebeu inúmeras homenagens.

Em nota, o comandante da 18ª CIPM, major Emmett Alexandre Moulton, destacou a perda irreparável à unidade e ressaltou os serviços prestados pelo cabo Duarte ao longo de 11 anos. “Com grande tristeza, informo o falecimento na manhã de hoje do Cabo PM Moisés Edson Duarte Souza, pertencente à 18a CIPM/JACUNDÁ. Está sendo prestado o apoio do Comando da 18 CIOM/JACUNDA, CIAP e CPR4 à esposa e familiares. E que Deus receba o CB DUARTE em sua glória e conforte a família.”

Na 18ª CIPM um total de seis militares já testaram para a covid-19. De acordo com o comandante, todos os esforços para evitar a contaminação estão adotados, como distanciamento social, higienização de mãos e uso de máscaras, no entanto, a função exercida pelos policiais é considerada de risco e eles estão expostos ao vírus.

(Antonio Barroso)

Publicidade