Jacundá: Assentados em projeto cobram direitos durante manifestação na PA-150

Mais de 150 famílias moram, desde 2015, em uma área de mais de 2 mil hectares já desapropriada, mas ainda não paga pela União ao legítimo proprietário
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Uma manifestação pacífica de pequenos agricultores e agricultoras do Projeto de Assentamento Bela Vista, localizado no Km 98 da PA-150, reivindicou a regularização da área. Para chamar a atenção da sociedade e das autoridades, o grupo permaneceu por algumas horas às margens da rodovia estadual, nesta semana.

Duas viaturas da 18ª Companhia Independente de Polícia Militar foram enviadas ao local para sinalizar a pista, para resguardar a integridade física dos manifestantes, evitando possíveis acidentes que poderiam ocorrer no local devidos o alto fluxo de caminhões e carros passando na rodovia.

Mais de 150 famílias moram, desde 2015, na área de mais de 2 mil hectares. Segundo o presidente a associação que congrega os assentados, Moacir da Conceição, um decreto assinado pela então presidente Dilma Rousseff, em 2016, destinou a área para a reforma agrária, porém, os legítimos proprietários nunca foram indenizados pela União.

“Hoje a nossa situação é a seguinte: os advogados dos proprietários buscam de todas as formas esses pagamentos, O caso, já está na Justiça, devido à morosidade do governo”, afirma Moacir.

(Antonio Barroso)