Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Futebol

Paysandu empata com o Boa Esporte e conquista um ponto precioso na Série B

Com o empate, o Papão segue fora do Z4 e continua vivo na luta contra o rebaixamento

Por Fábio Relvas

O Paysandu encarou o time do Boa Esporte-MG, na tarde deste sábado (15), no Estádio Municipal Prefeito Dilson Luiz Melo, o Melão, em Varginha-MG. As duas equipes acabaram no empate em 1 a 1, em partida válida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Para o Papão, o ponto fora de casa acabou sendo precioso, já que o time segue fora do Z4 e continua vivo na luta contra o rebaixamento.

O time da Coruja mineira abriu o placar com Wiliam Barbio, logo aos 5 minutos de bola rolando. O Papão empatou ainda na primeira etapa, com o gol assinalado por Hugo Almeida, aos 31 minutos. Com o resultado, o Papão da Curuzu segue na 16ª posição com 30 pontos, enquanto que o Boa Esporte terminou a rodada na lanterna, com apenas 25 pontos.

O próximo compromisso do Paysandu será diante do Criciúma-SC, no sábado (22), às 16h30, no Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém. A partida será válida pela 27ª rodada da Série B.

O jogo: Coruja 1 x 1 Papão!

As duas equipes entraram em campo pressionadas pelos três pontos. Logo aos 5 minutos de jogo, após bola na área, o atacante Douglas Baggio desviou de cabeça e Wiliam Barbio só completou para o fundo da meta bicolor, 1 a 0 Boa Esporte. O Paysandu respondeu com o atacante Mike, que disparou para a boa defesa do goleiro Fabrício, bola espalmada para escanteio.

Na cobrança de escanteio, o zagueiro Diego Ivo raspou de cabeça e Mike chegou atrasado no lance, quase o gol de empate do time paraense. A equipe mineira voltou a atacar com Douglas Baggio, que mesmo sem ângulo chutou e quase ampliou o marcador. O Papão chegou com Maicon Silva, que cruzou na área e o goleiro Fabrício defendeu. No lance seguinte, blitz total do Paysandu com Mike, que chutou e parou na defesa de Fabrício; na sobra, Renato Augusto disparou e, outra vez, o goleirão do Boa Esporte salvou, mandando para escanteio.

Maicon Silva cobrou escanteio e o atacante Hugo Almeida subiu sozinho para cabecear para o fundo do barbante, 1 a 1, aos 31 minutos. O Boa Esporte tentou marcar o segundo com Cloves, mas o chute passou longe da meta do goleiro Renan Rocha. O Papão chegou com mais perigo: após o cruzamento de William, o atacante Hugo Almeida quase marcava o segundo tento dele e do time bicolor; o goleiro Fabrício fez outra boa defesa no jogo.

O lateral-esquerdo Guilherme Santos cobrou o escanteio e Mike cabeceou para fora, quase o segundo do time da capital Belém. Na segunda etapa, o Boa Esporte quase marcou com Douglas Baggio, que disparou para a defesa de Renan Rocha. O Paysandu não deixou por menos e logo depois chegou com perigo no chute de Nando Carandina, a bola foi para fora. O lateral-direito Hélder Maurílio invadiu a área e foi derrubado pelo zagueiro Diego Ivo; a turma mineira ficou na bronca pedindo pênalti e o árbitro Antônio Dib Moraes de Sousa, do Piauí, mandou seguir.

Veja também:  Em uma virada histórica, Paysandu vence Figueirense e sai momentaneamente do Z4

O time da casa tentava chegar de qualquer jeito e, em outra tentativa, o atacante Douglas Baggio mandou muito alto, sem perigo para a meta paraense. Hélder Maurílio chegou pelo lado direito e chutou, desta vez a bola passou perigando contra a trave bicolor. Pedro Carmona cobrou falta para o Papão, Renato Augusto tocou de cabeça e a bola passou com perigo. Daniel Cruz teve a chance de ampliar para o Boa Esporte, mas o chute parou na grande defesa de Renan Rocha.

Em uma falta perto da área, Pedro Carmona cobrou e o goleiro Fabrício espalmou para escanteio, evitando o segundo gol do bicolor. Em um contra-ataque quase que fulminante, Hélder Maurílio entrou de cara para marcar, mas não chutou com força e perdeu a grande chance para a equipe mineira. O Papão chegou com Guilherme Santos que cruzou uma bola venenosa, o goleiro Fabrício fez a defesa.

As duas equipes queriam o gol a vitória. O Paysandu procurava jogar bolas na área e, em uma delas, Mike cruzou com perigo e Fabrício defendeu bem para o Boa Esporte. O árbitro assinalou mais cinco minutos do tempo regulamentar. Nos últimos minutos, Mike teve a chance para o Papão, mas foi travado na hora “h”. Na última chance real de gol, Manoel da equipe mineira escorregou de maneira incrível na hora de marcar. Placar final: Boa Esporte 1 x 1 Paysandu.

FICHA TÉCNICA

BOA ESPORTE-MG: Fabrício; Hélder Maurílio, Caíque, Rodrigão e Jadson; Maycon, Djavan, Bruno Tubarão (Juninho Potiguar) e Alyson (Daniel Cruz) (Manoel); Wiliam Barbio e Douglas Baggio.
Técnico: Ney da Matta

PAYSANDU: Renan Rocha; Maicon Silva, Perema (Guilherme Teixeira), Fernando Timbó e Guilherme Santos; Renato Augusto, Nando Carandina e Willyam (Pedro Carmona); Thomaz (Magno), Mike e Hugo Almeida.
Técnico: João Brigatti

Árbitro: Antônio Dib Moraes de Sousa (PI)
Assistentes: Rogério de Oliveira Braga e Mauro Cezar Evangelista de Sousa (PI)
Cartões amarelos: Hélder Maurílio e Wiliam Barbio (Boa Esporte) e Renato Augusto (Paysandu)

Gols: Wiliam Barbio, aos 5 minutos do 1° tempo para o Boa Esporte; Hugo Almeida, de cabeça, aos 31 minutos do 1° tempo para o Paysandu
Local: Estádio Municipal Prefeito Dilson Luiz Melo, o Melão, em Varginha-MG

Deixe uma resposta