Parauapebas vai usar até R$ 2,5 milhões em poda de árvores

Blog apurou que praças, avenidas, canteiros, parques e áreas de preservação permanente vão passar por faxina. De acordo com a Semma, medida contribui também com segurança pública.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Blog do Zé Dudu apurou que a Semma pretende fazer faxina em logradouros, vias públicas, parques, praças e áreas de preservação permanente, de maneira a atender as necessidades da comunidade no tocante a meio ambiente e, também, à segurança pública, tendo em vista que matagal em excesso se torna esconderijo para malfazejos. O plano é usar até R$ 2,53 milhões em ações preventivas e corretivas de reparação ambiental e, conforme justificativa assinada pelo titular da Semma, Dion Leno Alves, na promoção do bem-estar dos parauapebenses.

Um levantamento da pasta revela que os serviços de poda que serão contratados vão ser úteis a 15 praças, cinco avenidas, três canteiros e uma ciclovia. Além disso, serão recuperadas 25 áreas verdes em diversos pontos da cidade, sobretudo no complexo Cidade Jardim. Os itens mais caros do pacote são quatro caminhões que, segundo a Semma, serão necessários para a empreitada. Os valores variam de R$ 338,5 mil para locação de um caminhão munck a R$ 445,8 mil para o empréstimo de um caminhão basculante.

O conhecimento das propostas comerciais se dará no próximo dia 11 de março. Segundo a Comissão Permanente de Licitação (CPL), que organizou o processo para a Semma, o contrato, uma vez firmado com a fornecedora dos serviços, terá duração de um ano.

Publicidade