Parauapebas: Semmu busca parcerias para fortalecer políticas públicas voltadas às mulheres

Uma comitiva da secretaria esteve em Belém alinhando parcerias com órgãos do estado, para fortalecer os programas sociais para atendimento das mulheres em Parauapebas
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Equipe da Semmu busca parcerias para fortalecer políticas públicas para mulheres em Parauapebas

Continua depois da publicidade

A Secretaria Municipal da Mulher (Semmu) vem buscando parcerias para fortalecer as políticas públicas voltadas aos projetos de atendimento ao público feminino em Parauapebas. Na semana passada, uma comitiva esteve em Belém, onde firmou parcerias com órgãos do governo estadual, participou de eventos e pautou demandas na Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) para fortalecer e ampliar essas ações.

 A secretária da Mulher, Edileide Batista, destaca que Parauapebas já conta com um ótimo e eficiente trabalho na sua rede de atendimento à mulher, mas as demandas são crescentes e é preciso unir forças para ampliar essas ações.  “Por isso, fomos em busca dessas parcerias. É uma diretriz do governo municipal o fortalecimento de políticas públicas para as mulheres”, frisa a secretária.

No dia 27, a comitiva participou de uma reunião com Márcia Jorge, titular da Coordenadoria de Integração de Políticas para Mulheres, que faz parte da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Estado do Pará (Sejudh). As pautas da reunião foram: encontro de redes; encontro regional de Organismos de Políticas Públicas para as Mulheres Sul e Sudeste do Pará (OPMS); e estreitamento de vínculo e parcerias.

 “Aproveitamos o ensejo e convidamos a coordenadora, Márcia Jorge, para participar da programação dos 16 dias de Ativismo, que se realizará em novembro, com o tema O Silêncio Mata – Voz e Visibilidade para as Mulheres no Enfrentamento à Violência”, ressaltou Edileide. 

Ainda no dia 27, a comitiva visitou o Núcleo de Prevenção e Enfrentamento à Violência de Gênero (Nugem) e participou de reuniões com a coordenadora do departamento, Larissa Beltrão, e com as psicólogas Rosana Lemos e Mislane Lima. Na oportunidade, ficou acertada uma parceria para implantação do Centro Educativo Eles por Elas, em Parauapebas, e do Programa Reincidência Zero, para pessoas acusadas da prática da violência de gênero.

No dia 28, a comitiva cumpriu agenda na  Alepa, onde apresentou para a deputada estadual Nilse Pinheiro, o projeto Semmu Móvel, cujo objetivo é levar serviços, capacitação e informações sobre os direitos das mulheres para todo o município; e, para a deputada Paula Gomes, o projeto Mulheres de Mel, que visa empoderar o grupo de mulheres apicultoras e ajudá-las a aperfeiçoar os processos de aquisição de insumos e serviços, produção e comercialização de mel.

No dia 29, a comitiva participou do Primeiro Encontro Mulher Conservadora do Pará, com a presença da Damares Alves, titular do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH). Edileide Batista participou da mesa de honra do evento, representando as OPMS e, na oportunidade, falou sobre a programação dos 16 dias de Ativismos.

O último dia de agenda foi uma visita de campo ao município de Primavera do Pará, na Cooperativa Cooprima, com o objetivo de entender a metodologia de cultivo e o empreendedorismo das mulheres produtoras da região.

Tina DeBord- com informações da Acom PMP