Parauapebas

Novo diretor do Detran em Parauapebas é de Curionópolis e já pode dar canetada

Lucivaldo Souza é o ungido para a empreitada de adequar o tráfego dos limites de Parauapebas à Política Nacional de Trânsito. Saiba quanto ele vai receber ocupando o cargo comissionado.

Foi divulgada na edição de ontem, quinta-feira (17), do Diário Oficial do Estado do Pará a nomeação do novo gerente da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), nível A, referente ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de Parauapebas. O ungido do governador Helder Barbalho para a região é Lucivaldo Araújo de Souza, cidadão de Curionópolis e que, segundo consta, é amigo próximo do deputado estadual Wenderson Chamon, o “Chamonzinho”. Lucivaldo vai receber como comissionado DAS-04 cerca de R$ 3.677 de salário-base, segundo a tabela de remunerações do Governo do Estado vigente desde abril de 2018.

Sob a batuta do novo gestor, que já assina como chefe desde o amanhecer desta sexta-feira (18), está assegurar a execução da Política Nacional de Trânsito no âmbito da jurisdição municipal, de forma articulada e integrada, com vistas ao cumprimento da lei e à garantia de um trânsito em condições seguras para todos os cidadãos.

Na prática, ele terá a missão de trabalhar em prol da legislação de trânsito sobre uma frota própria de 90 mil veículos, que está atualmente em circulação em Parauapebas, segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), embora estatísticas apontem um fluxo de quase 50 mil veículos emplacados noutros lugares trafegando por aqui.

5 comentários em “Novo diretor do Detran em Parauapebas é de Curionópolis e já pode dar canetada

  1. SAMUEL CUSTODIO DE ARAUJO Responder

    Peba lixo concordo com você, os caras vão para o Detran não é pelo salário e sim pelo que vão tirar por fora

  2. Peba lixo Responder

    R$ 3.677? Tá bom… Sabemos muito bem a falcatrua q acontece no Detran, carteirada dos agentes e outras coisas a mais. Duvido, se fosse apenas esse valor ele não aceitaria… Política podre!!!!

  3. SAMUEL CUSTODIO DE ARAUJO Responder

    Se não existir fiscalização no mínimo o salário aumenta umas 8 vezes com as manobras ilegais, dizem que esse Detran é a galinha dos ovos de ouro.

  4. Leandro Burlamaqui Responder

    Pouco dinheiro para muita responsabilidade, uma vez que desses quase de 3 mil e 700 reais, 500 e poucos reais são só de descontos. É muita vontade de participar do governo… Além do que não vai assegurar execução de política de coisa alguma!

Deixe seu comentário