Novo coronavírus contaminou 7,6 pessoas por dia em Jacundá em uma semana

No município, das 553 pessoas infectadas desde o início da pandemia, 429 já estão recuperadas e somente oito morreram de covid-19, o que representa 1,44% do total de casos registrados
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Jacundá terá que informar como está gastando dinheiro da Saúde no combate à Covi-19

Continua depois da publicidade

O município de Jacundá registrou na noite de domingo (5) um dos menores índices por contaminação do novo coronavírus durante a semana. Entre os dias 29 de junho e 5 de julho, o número de pacientes diagnosticados com o vírus atingiu 53 pessoas. As informações estão no Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde.

Em 29 de junho, os pacientes infectados pela covid-19 eram 500. Os casos considerados recuperados chegaram a 383. O número de óbitos se manteve: oito. No dia primeiro de julho, o novo coronavírus havia infectado 521 moradores de Jacundá e os pacientes recuperados eram 410. Os ativos, que são pessoas com vírus e que estão em tratamento domiciliar e hospitalar, eram 103.

Pelo último boletim, divulgado na noite de ontem, Secretaria de Saúde registrou 553 portadores do vírus no município. E o número de pacientes recuperados saltou para 429. E os ativos chegaram a 116. Os óbitos equivalem a 1,44% dos casos diagnosticados com a cvovid-19. “É considerado um percentual pequeno, se comparado aos demais municípios entorno do Grande Lago de Tucuruí”, avalia a secretária de Saúde, Lícia Souza.

Em parceria com o Ministério da Saúde, a Prefeitura de Jacundá implantou o Centro de Atendimento para pessoas com sintomas gripal e também com o novo coronavírus. No local, segundo Lícia Souza, os casos são avaliados e o kit de medicamentos é entregue conforme a patologia do paciente.

“Com isso, temos tratado de forma rápida os pacientes infectados pelo novo coronavírus, o que reduziu os casos de internação hospital prolongada, principalmente em Unidade de Terapia Intensiva, para onde os pacientes graves são encaminhados”, destaca a secretária.

Na noite de domingo havia um paciente internado no Hospital Municipal de Campanha, que registrou taxa de ocupação de 3,2%. No início da pandemia esse índice superou 80%.

(Antonio Barroso)

Publicidade