Tucuruí

Microempreendedores de Tucuruí são orientados sobre os benefícios de ser MEI

1ª Semana Municipal do Microempreendedor Individual aconteceu nos dias 14 e 15 de maio com o objetivo de divulgar e conscientizar os empreendedores informais sobre os benefícios da formalização

Empreendedores dos bairros Getat e Mangal puderam receber orientação especializada de técnicos do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae durante a 1ª Semana Municipal do Microempreendedor Individual. Com o objetivo de divulgar e conscientizar os empreendedores informais sobre os benefícios da formalização, a programação aconteceu nos dias 14 e 15 de maio e é uma iniciativa da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico em parceria com Sebrae Pará.

No bairro do Getat, moradores atentos às explicações dos técnicos do Sebrae lotaram a tenda montada para assistir a palestra “Como se tornar um Micro Empreendedor Individual”, proferida pela técnica Daniela Ribeiro.

Já no Salão de Eventos do Clube Atlético do Mangal, além da comunidade, os Jovens Aprendizes da Eletronorte assistiram à palestra e receberam orientações sobre os benefícios de empreender e de se formalizar.

Conforme explica Hernandes Vaz, secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico do município, a Semana do MEI é uma iniciativa que busca, por meio de palestras e orientações técnicas, auxiliar empreendedores que querem se tornar MEI.

A intenção é incentivar a formalização, além de ajudar os empreendedores a melhorarem seus negócios, com orientação sobre gestão, inovação, finanças e benefícios de ser microempreendedor.

A técnica Daniela Ribeiro diz que é necessário divulgar e conscientizar os empreendedores informais sobre os benefícios da formalização e alerta os já formalizados sobre as consequências decorrentes do não atendimento de suas obrigações tributárias anuais. “Como MEI, você terá uma série de vantagens em relação ao trabalho informal e à abertura de outros tipos de empresas. Você não precisa pagar taxas de registro, paga menos impostos e enfrenta uma burocracia simplificada”, explica.

São consideradas microempreendedoras individuais as pessoas que trabalham por conta própria ou pretendem abrir um negócio, não ultrapassando o faturamento de R$ 81 mil por ano.

Todo o processo de abertura da sua MEI é gratuito e pode ser feito pela internet. Basta preencher um cadastro e o interessado obtém o CNPJ de imediato.

Depois de regularizado, é preciso pagar um imposto mensal fixo, cujo valor depende do tipo de atividade da empresa. Esse valor gira em torno de R$ 50.

Deixe seu comentário