Linha de transmissão de Tucuruí recebe licença do Ibama

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

energiaO Ibama concedeu licença prévia válida por dois anos para a construção da linha de transmissão 500 kV Tucuruí II – Itacaiúnas – Colinas, composta por dois trechos entre os Estados do Pará e Tocantins. A linha reforçará o Sistema Norte e contribuirá, dessa forma, para o escoamento da energia gerada pela hidrelétrica de Belo Monte.

O primeiro trecho, Tucuruí II – Itacaiúnas, terá extensão de 272 quilômetros e cortará sete municípios no Pará. Já a ligação entre Itacaiúnas e Colinas terá extensão de 291 km entre quatro municípios no Pará e nove no Tocantins. A previsão é de que as instalações entrem em operação comercial em 2016.

A linha de transmissão entre Pará e Tocantins foi leiloada no ano passado e teve como vencedora a Isolux Energia e Participações. A empresa ofereceu
deságio de 15,10% em relação ao valor máximo proposto para os empreendimentos e uma receita anual permitida (RAP) de R$ 52,750 milhões.

Publicidade