Jacundá registra primeiro caso suspeito de Covid-19

Material coletado da paciente, que esteve no Paraguai, foi enviado a Belém para análise
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

Uma moradora da cidade de Jacundá que esteve no Paraguai apresentou os primeiros sintomas para o Covid-19. A informação foi confirmada durante coletiva de Imprensa, na noite de ontem, quinta-feira (19), pela secretária de Saúde, Lícia Souza, e pelo coordenador de Vigilância Epidemiológica, enfermeiro Ailton Lima. Trata-se do primeiro caso suspeito para o coronavírus. Atualmente 27 pessoas estão sendo monitoradas.

“Estamos seguindo o compromisso de manter a população informada. O quadro mudou, agora temos o primeiro caso suspeito para o coronavírus”. Com essa declaração, a secretária Lícia Souza confirmou o caso, às 22h20 de ontem.

O enfermeiro Ailton detalhou a situação. Antes, ele procurou tranquilizar os moradores de Jacundá. “Não fiquem preocupados, queremos aqui tranquilizar a todos. E, diante dessa situação, todo seguimos o protocolo do Ministério da Saúde”.

Ailton Lima disse que a paciente retornou de uma viagem ao Paraguai, é uma pessoa jovem e “apresentou os primeiros sintomas para o Covid-19, como tosse, febre e dificuldade respiratória”.

Desde sua chegada, ela já estava em quarentena, seguindo as recomendações da Secretaria de Saúde. A família e algumas pessoas que estiveram com ela também estão recebendo acompanhamento.

Amostra de material foi coletada e encaminhado para Belém, onde será analisado. “Caso seja negativo, ela será tratada como gripe”. A família pediu sigilo nas informações pessoais.

Durante a entrevista, a secretária de Saúde reformou os apelos para que a população fique em casa e siga as recomendações já divulgadas. No total, a SMS acompanha 27 pessoas que estiveram fora de Jacundá. Todos estão em quarentena domiciliar.

(Antonio Barroso)

Publicidade