Identificado o rapaz cujo corpo foi encontrado no Jardim Canadá

Ele é de Santa Izabel do Pará, estava em Parauapebas havia três meses e trabalhava como cabeleireiro em um salão do Bairro Novo Horizonte
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Foi identificado como Gabriel de Souza Espinosa, 19 anos, o rapaz cujo corpo foi encontrado na manhã de ontem, segunda-feira (9), em adiantado estado de decomposição em uma área que fica entre a Rua 105 e Avenida J, na invasão do Bairro Jardim Canadá, em Parauapebas. Ele é natural Santa Izabel do Pará e estava na cidade havia apenas três meses, trabalhando como cabeleireiro.

A identificação só foi possível graças ao empenho de funcionários de uma funerária da cidade, que, a partir de informações mais detalhadas, conseguidas por eles, descobriram que o jovem não era de Parauapebas, encontraram os contatos dos familiares dele e avisaram sobre a morte de Gabriel, que trabalhava em um salão de beleza do Bairro Novo Horizonte. O corpo será trasladado nesta terça-feira (10) para a cidade natal para sepultamento.

Sobre o que disse uma mulher que supostamente conhecia Gabriel, de que ele tinha um barraco na invasão, mas que morava com uma mulher no Residencial Alto Bonito, a Polícia Civil não repassou nenhuma informação, diz apenas que “o caso está sendo investigado”.   O nome “Maria Lúcia”, tatuado no braço direito de Gabriel Espinosa, é da mãe dele, como consta no RG.

Levantamento preliminar realizado ontem, pela equipe de remoção do Instituto Médico Legal (IML), mostra que o homem foi assassinado com golpes de arma branca, havia pelo menos cinco dias.

(Caetano Silva)

Publicidade