Corpo de homem encontrado em estado de decomposição no Jardim Canadá

Conhecido pelos nomes de Graciano ou Marcelo, o homem tinha um barraco em área de invasão, onde ia esfriar a cabeça quando brigava com a mulher, que mora no Alto Bonito
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O corpo de um homem de estatura mediana, cor morena, cabelos encaracolados, vestindo calça jeans e camisa cinza, foi encontrado em adiantado estado de decomposição em uma área que fica entre a Rua 105 e Avenida J, na área de invasão do Bairro Jardim Canadá, em Parauapebas. O achado macabro se deu por volta das 09h30 da manhã desta segunda-feira (9), quando algumas crianças que passavam no local para jogar bola perceberam que ali havia uma pessoa morta.

De acordo com uma moradora da Rua 105, que pediu para ter a identidade preservada, o homem atendia pelos nomes de Graciano e Marcelo e há seis meses comprou um barraco na invasão. Ainda segundo a testemunha, quando ele se desentendia com a mulher, que mora no Residencial Alto Bonito, ia “esfriar a cabeça” no barraco.

A mulher lembra que faz cerca de quatro meses que não via Marcelo ou Graciano, mas reconheceu o cadáver ao verificar que havia duas tatuagens nos braços dele: a inscrição “Vivian 25/09/19″e “Maria Lúcia”, além de um símbolo do alfabeto oriental, no esquerdo; e uma pirâmide com alguns símbolos esotéricos, no direito.

O levantamento preliminar realizado pela equipe de remoção do Instituto Médico Legal (IML) mostra que o homem foi assassinado com golpes de arma branca, há pelo menos cinco dias. O local, em que ele foi encontrado, de acordo com moradores vizinhos, é usado durante a noite para o consumo e comercialização de drogas.

(Caetano Silva)

Publicidade