Helder e Jeová acertam convênio para início das obras da Transcarajás

Governador Helder Barbalho autorizou imediata licitação para contratação de empresa que fará a terraplenagem do trecho que interliga Canaã ao Posto 70
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Uma boa notícia para Canaã dos Carajás e região: a Prefeitura Municipal, em parceria com o governo do estado, vai iniciar as obras da rodovia Transcarajás. Na manhã desta segunda-feira (12), o prefeito Jeová Andrade e o secretário de Governo, Roberto Andrade, se reuniram com o governador Helder Barbalho em Belém para tratar do assunto.

Na ocasião, o gestor do Pará afirmou que a rodovia será estadualizada e autorizou que seja feita, de forma imediata, a licitação para contratação de uma empresa que pavimentará o trecho entre Canaã e o Posto 70. “Para garantir o escoamento da nossa produção e encurtar os caminhos no nosso estado, dialogamos com representantes da Prefeitura de Canaã dos Carajás e juntos garantiremos a pavimentação da TransCarajás. Sem sombra de dúvidas, atrairemos novos investimentos e novos empregos serão gerados.”

De acordo com o prefeito Jeová Andrade, que ainda está em Belém, a obra é fundamental para o município. “A Transcarajás será importante para impulsionar a economia de Canaã e dessa região, pois estaremos diretamente ligados ao Tocantins e ao resto do Brasil. Toda a população será beneficiada com a geração de emprego e renda. Além disso, haverá a melhoria da trafegabilidade para o cidadão que utiliza essa rota” explicou.

Ainda ontem (12), a Secretaria de Obras iniciou a construção de um desvio na estrada, nas proximidades da Fazenda Umuarama, que já fará parte do novo trajeto dessa via. O prefeito em exercício, Alexandre Pereira esteve no local e falou sobre o trabalho. “É um momento importante para a nossa cidade. Essa nova estrada vai garantir mais rapidez e segurança para quem transita por aqui. A Transcarajás representa um ganho econômico e social para a nossa cidade.”

A Prefeitura e o governo do estado devem firmar um convênio nos próximos dias. O município, com recursos próprios, custeará parte da obra. O restante será pago pelo governo estadual.

Fonte: Ascom PMCC

Relacionados