Duas mulheres são assassinadas no interior do Pará

Em Altamira uma adolescente de 17 anos teve seu corpo abandonado em um loteamento. Já em Tailândia, o assassinato da professora Rosângela Vidal causou comoção na cidade
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Professora Rosângela Vidal (esquerda) e a jovem Ana Clara (direita)

Continua depois da publicidade

Uma adolescente de 17 anos de idade e uma professora foram assassinadas na madrugada de sexta-feira (10), no interior do Pará. Em Altamira, no sudoeste do Pará, a vítima foi a jovem Ana Clara Rodrigues Lima. Já na região nordeste do estado, em Tailândia, Rosângela Vidal teve a vida ceifada. Ambos os corpos foram encontrados na manhã de sábado (11).

O corpo de Ana Clara foi encontrado por moradores do Loteamento Buriti. Estava envolvido em um lençol e, segundo constatou inicialmente a perícia do Instituto Renato Chaves, foi jogado no local na noite anterior, com mãos e pés amarrados e a boca amordaçada.

Para o delegado regional do Xingu, Walison Damasceno, tudo indica que a garota foi assassinada dentro de uma casa próxima ao local onde o corpo foi encontrado. Na moradia, havia garrafas de bebidas alcoólicas e os ocupantes deixaram a residência na noite de sexta-feira.

Em Tailândia, populares se depararam com o corpo seminu de uma mulher, com ferimentos indicativos de queimaduras e agressões físicas. No final da manhã, familiares reconheceram a professora Rosângela Vidal, da rede municipal de ensino. A morte da profissional da área de educação causou comoção na cidade.

A Polícia Civil local instaurou inquérito para investigar o assassinato. Uma fonte ouvida pela Reportagem informou que o caso é tratado como prioridade dentro da PC e não descarta nenhuma linha de investigação. “Não podemos entrar no mérito, mas estamos investigando todas as possibilidades, como latrocínio seguido de estupro, feminicídio, vingança pessoal ou outras situações,” informou a fonte.

(Antonio Barroso)

Publicidade