Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Pará

Vendas de veículos pesados se destacam em janeiro

2019 será um ano promissor para o mercado de venda de veículos.

O ano de 2019 começou com crescimento nas vendas de veículos no Pará quando comparado com janeiro de 2018. O segmento de caminhões e ônibus foi o que teve um crescimento representativo, com 186,49% de aumento, comparado com janeiro de 2018, segundo dados fornecidos pelo Sindicato das Concessionárias e Distribuidoras de Veículos do Pará (Sincodiv/ PA-AP), ao fazer um balanço da comercialização de carros, motos e caminhões no Estado. Segundo ainda o sindicato, os veículos pesados tiveram este aumento por conta do crescimento do agronegócio.

Apesar da lenta recuperação econômica do país, o setor está otimista com a retomada das vendas em 2019. Os comerciais leves e automóveis também obtiveram um crescimento em relação a 2018, representando 10,14% das vendas, com 3.258 emplacamentos. “Estes números demonstram o empenho constante dos concessionários e distribuidores de veículos em buscar soluções para a crise, de criar oportunidades e oferecer benefícios para os clientes paraenses, no sentido de incentivar o setor. Esse cenário mostra, cada vez mais, a importância do segmento para a economia do Estado”, confirma Karina Denardin, presidente do Sincodiv.

As concessionárias e montadoras no Pará venderam, em janeiro deste ano, 7.921 veículos novos, incluindo automóveis, motos e caminhões. Os automóveis continuam sendo os mais procurados pelos paraenses, registrando saída de 3.258 unidades. A GM foi a marca que conquistou maior market share de automóveis no Pará, com 381 veículos do modelo ONIX comercializados, seguida da Hyundai com 166, e da GM, com 143 veículos comercializados.

Motocicletas – No Pará, o número de motocicletas comercializadas teve uma queda no período. Em janeiro de 2018 foram vendidas 4.634 motos no Estado; em 2019, o número foi de 4.295. A líder absoluta em vendas de motos no Estado é a Honda, que possui 90,76% do mercado, seguida da Yamaha. Essa queda nas vendas do segmento motociclístico em 2019 também é reflexo direto das altas taxas de desemprego e do difícil acesso ao crédito.

Implementos rodoviários – Outro segmento que cresceu bastante foi o de implementos rodoviários (reboques, semireboques e carrocerias, ou seja, os componentes do caminhão responsáveis pela função específica do transporte de cargas). Foram 55 comercializados, representando um crescimento de 292,86%, comparado com janeiro do ano passado.

Municípios – Parauapebas se destacou nas vendas de comerciais leves e ônibus, com 23,44 e 70,73%, respectivamente. Outros municípios que se destacaram foram Ananindeua, em segundo lugar nas vendas de automóveis, com 12,21%, e motos, com 8,87%. Marabá ficou em segundo lugar nas vendas de caminhões, com 13,45% das comercializações do Estado. Belém foi a primeira colocada nestes setores. (Ascom Sincodiv)

Parauapebas

Blog do Zé Dudu se solidariza com família de cinegrafista

Ronie Pereira, o Ronizim da Ascom, faleceu ontem, 5, vítima de AVC

O Blog do Zé Dudu expressa profundos sentimentos pelo falecimento do cinegrafista José Ronie Gomes Pereira, carinhosamente chamado de Ronizim da Ascom, que aconteceu às 23h30 desta terça-feira, 5. Ronizim foi mais uma vítima de Acidente Vascular Cerebral (AVC), uma das doenças que mais matam no Brasil.

Ronie trabalhou na Assessoria de Comunicação (Ascom) da Prefeitura de Parauapebas, na Secretaria Municipal de Cultura (Secult) e em algumas emissoras de televisão, sempre com profissionalismo e dedicação. Certamente, deixará muitas saudades entre amigos e entes queridos.

O corpo do cinegrafista está sendo velado na residência dos pais dele, localizada no início de uma rua antes do posto Altamira, logo após a Luiz Moto Peças, na estrada Faruk Salmen. O enterro será na manhã desta quinta-feira, 7.

Que Deus conforte o coração dos familiares de Ronizim, aos quais o Blog do Zé Dudu presta toda solidariedade.

Canaã dos Carajás

População de Canaã perde o Espaço Cidadão da Câmara Municipal

Desativação do equipamento púbico se dá, segundo nota do Legislativo, devido diminuição do valor repassado este ano para o custeio da Casa

Inaugurado há sete meses, o Espaço Cidadão da Câmara Municipal de Canaã dos Carajás já fechou as portas. Criado para possibilitar o acesso da comunidade ao acervo de livros da Biblioteca Legislativa, disponibilizar informações sobre leis e decretos, além de realizar a emissão de Carteiras de Identidade, o espaço precisou encerrar as atividades no início de janeiro.

A decisão foi da nova administração do Legislativo Municipal e o motivo, segundo nota da Assessoria de Comunicação, foi o fato de que o duodécimo – repasse mensal do Poder Executivo ao Legislativo, para custear as despesas da Casa – ter sido o menor dos últimos seis anos.

Com o espaço desativado, os serviços precisaram ser remanejados, como é o caso da biblioteca que retornou para o prédio da Câmara Municipal, localizado na Avenida Tancredo Neves, Centro. Já a emissão de RGs, que era realizada no local graças a um convênio com a Segup (Secretaria de Estado de Segurança Pública), voltará a ser feita somente pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), localizada na Rua Ulisses Guimarães, também no centro da cidade.

 Confira a nota:

“Por decisão da nova administração da Câmara Municipal, o Espaço Cidadão foi fechado no dia 3 de janeiro de 2019. O principal motivo para o encerramento dos trabalhos no local é o fato do duodécimo, repasse mensal do poder executivo ao legislativo, ser o menor dos últimos seis anos.

Inaugurado em junho de 2018, o Espaço Cidadão disponibilizava à comunidade informações sobre leis e decretos, o acesso a um acervo de livros na Biblioteca Legislativa, além da emissão de carteiras de identidade.

Com o fim do Espaço Cidadão, a Biblioteca Legislativa foi remanejada, temporariamente, para o prédio da Câmara Municipal. Já a emissão de carteiras de identidade não será feita pelo legislativo, visto que a Secretaria de Desenvolvimento Social já faz esse trabalho com excelência, emitindo, inclusive, os RG’s no mesmo dia; por conta disso, a população não será afetada de nenhuma forma. (Ascom).”