Canaã dos Carajás prepara merenda de R$ 13,5 milhões

Na microrregião, município ofertará maior gama de itens no cardápio do ano letivo de 2020. A carne, produto mais salgado, tem quantidade para alimentar população inteira durante 15 dias.
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

Carne magra de primeira, filé de frango, filé de peixe, queijo, leite pasteurizado, pão de forma, iogurte, achocolatado, biscoitos, açaí, maçã, pera e muito mais. Essa é apenas uma parte do cardápio da merenda escolar que será servida ano que vem para os cerca de 11.200 estudantes da rede pública municipal de Canaã dos Carajás, um dos mais prósperos municípios brasileiros. São 117 itens ao todo, com custo unitário que varia de alguns centavos (como o pão) a R$ 25 reais (como algumas carnes).

E assim a Prefeitura de Canaã soltou ontem, terça-feira (12), o edital de licitação da merenda, para a qual vai registrar preços de até R$ 13.504.588,00 no próximo dia 25. O Blog do Zé Dudu analisou a íntegra do processo, que está disponível no mural de licitações do Tribunal de Contas dos Municípios (veja aqui), e observou que a administração de Jeová Andrade vai oferecer o cardápio mais nutritivo da microrregião, dada a quantidade de itens com intenção de compra. A título de comparação, os cardápios de Parauapebas e Curionópolis só chegam a 80% do portfólio de Canaã.

O alimento mais caro do lanche dos alunos da educação básica será a carne. O governo municipal quer comprar 112,5 toneladas da proteína com custo global de R$ 2,25 milhões. É carne suficiente para alimentar cada morador de Canaã dos Carajás com 200 gramas por, em média, duas semanas. Outros produtos que também superam R$ 1 milhão são o iogurte (R$ 1,576 milhão) e o filé de frango (R$ 1,17 milhão). Ainda assim, o montante total a ser desembolsado por esses três itens pode ser muito maior, considerando-se a cota reservada a microempresas e empresas de pequeno porte.

Segundo a Prefeitura de Canaã, a aquisição dos produtos é de “irrefutável importância”, atende ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e visa à oferta de alimentos variados que proporcionem aos alunos a formação de hábitos alimentares saudáveis que contribuam para a saúde e o rendimento escolar, na educação infantil, no ensino fundamental e na educação de jovens e os adultos.

Em nota encaminhada ao Blog, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Canaã informa que:

“A prefeitura de Canaã dos Carajás, por meio da Secretaria Municipal de Educação, esclarece que a modalidade de contratação por registro de preço não obriga a administração a fazer a aquisição de todos os produtos que estão licitados. Atualmente a prefeitura atende cerca de 11.800 alunos, mas pela dinâmica econômica do município, a Rede Municipal já chegou a ter até 5 mil alunos a mais, por isso é preciso se precaver para que, diante da necessidade, os alunos não deixem de ser atendidos devido à ausência de um processo legal.

Em cada escola municipal a prefeitura serve atualmente duas refeições diárias (um desjejum e lanche principal). Canaã conta ainda com a 1ª Escola em Tempo Integral da região, onde são garantidas três refeições diárias a cada aluno. O município, por meio de termo de compromisso assinado anualmente, ainda é responsável pelo fornecimento de alimentação escolar a cerca de 2.500 alunos da Rede Estadual em Canaã e há a previsão de inauguração e funcionamento de duas creches municipais para 2020.

Cabe destacar que a prefeitura de Canaã dos Carajás já oferece uma das melhores merendas da região, que inclui, como prevê Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), produtos regionais e produzidos pela agricultura familiar.

Em Canaã, a alimentação escolar é elaborada por nutricionista e gastrônoma, que levam em conta as necessidades de cada faixa etária e, inclusive, as restrições alimentares de parte dos estudantes. No entanto, a administração segue preocupada em aperfeiçoar a alimentação escolar e oferecer produtos de qualidade, pois acredita que a nutrição é parte fundamental do desenvolvimento das crianças e adolescentes e uma boa alimentação contribui de forma decisiva para a aprendizagem”.

Publicidade