Prefeitura de Parauapebas abre temporada de caça à agência de publicidade

Governo local diz estar desenvolvendo diversas ações de interesse público e, para o cidadão, acesso a informações sobre elas é essencial a fim de alcançar o pleno exercício da cidadania.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Sortudo será quem conseguir vencer a concorrência que escolherá até duas agências de publicidade para gerenciar R$ 19,635 milhões da conta da Prefeitura de Parauapebas, uma das 40 mais ricas do Brasil. Prevista para ter desfecho no dia 20 de dezembro, a concorrência elegerá os vitoriosos com base em critérios de técnica e preço. Cada agência terá direito a gerenciar até R$ 9,817 milhões.  As informações foram levantadas com exclusividade pelo Blog do Zé Dudu, que analisou o edital da licitação.

Segundo o governo de Darci Lermen, a atuação da agência será voltada à prestação de serviços de publicidade, compreendendo atividades que tenham por objetivo o estudo, o planejamento, a conceituação, a concepção, a criação, a execução interna, a intermediação e a supervisão da dos serviços de comunicação social. Engloba ainda a distribuição de publicidade aos veículos e demais meios de divulgação, com o intuito de atender ao princípio da publicidade e ao direito à informação, de difundir ideias, princípios, iniciativas ou instituições ou de informar a comunidade.

Vale lembrar que a administração tem, por força de lei, de publicizar suas ações. A publicidade, neste sentido, é instrumento de transparência da gestão pública para dar validade aos atos oficiais e para que o cidadão possa exercer o controle social, usando-a como arma contra o mau uso do dinheiro público e apurando como efetivamente suas necessidades estão sendo atendidas.

A prefeitura diz estar desenvolvendo diversas ações de interesse público. E, para o cidadão, o acesso a informações sobre elas é essencial a fim de alcançar o pleno exercício da cidadania. A divulgação institucional é instrumento capaz de favorecer de forma significativa o acesso da população aos seus direitos administrados como atividade-fim da prefeitura.

Gamma e Ivo Amaral

Dois anos atrás, o Blog divulgara que duas das mais respeitadas agências de comunicação do Pará ganharam oportunidade de prestar serviços à Prefeitura de Parauapebas até o início de 2021. As empresas Gamma Comunicação e Ivo Amaral Publicidade começaram os laços com o governo municipal em 21 de julho de 2016, ainda na gestão de Valmir Mariano, e teve seus contratos aditados várias vezes. O valor inicial era de R$ 4 milhões.

Tanto a Gamma quanto a Ivo Amaral ficaram de faturar R$ 5 milhões para prestar serviços de 21 de janeiro de 2020 a 21 de janeiro de 2021. Após o quinto aditivo, cada uma das agências teria faturado da segunda prefeitura mais rica do estado R$ 21 milhões. O papel de cada uma era o mesmo do atual edital: realização de estudo, planejamento, conceituação, concepção, criação, execução interna, intermediação, supervisão da execução e divulgação dos serviços publicitários de responsabilidade do governo.