Desfile cívico de 7 de setembro retrata diversidade e pluralidade no Brasil

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

IMG_6826Em comemoração aos 192 anos da Independência do Brasil, os estudantes da rede municipal de ensino de Parauapebas e os demais pelotões – compostos por representantes de entidades sociais, militares e órgãos públicos deram  um show de civismo, desenvoltura e criatividade, durante o desfile cívico de 7 de setembro, que este ano aborda o tema Brasil: Diversidade e pluralidade.

Os mais de 1.500 participantes, entre eles mais de 800 alunos de 23 escolas públicas, retrataram a diversidade e pluralidade brasileira em um espetáculo de cores, faixas e sons, por meio dos seguintes eixos temáticos: Literatura Brasileira, Defensores dos Direitos Humanos: Personagens e entidade, Esporte, Artes Visuais, Fauna e Flora, Diversidade Humana, Lendas e Mitos Regionais/Paraenses, Música e Festas Populares.

Fonte:Ascom

5 comentários em “Desfile cívico de 7 de setembro retrata diversidade e pluralidade no Brasil

  1. George Hamilton Maranhão Alves Responder

    Ainda peguei aqueles desfiles dos tempos da ditadura militar: era só as forças armadas e as escolas. Hoje, em tempos de democracia, a coisa se diversificou. Prefiro os tempos de liberdade de hoje do que o amordaçamento do passado. Viva a liberdade e os ques lutaram e lutam por ela!

    • Molotov Responder

      enquanto isso os “libertadores e os libertos”seguem sem rumo,a única coisa nesse desfile que retrata o situação atual do país é a dispersão,não por acaso,isso é feito de maneira orquestrada por quadrilheiros que tomaram de assalto o poder e aí não tem sigla partidária,os gatunos empunham bandeiras de todos os partidos.
      prefiro a lição de civismo dos tempos de outrora.

      • George Hamilton Maranhão Alves Responder

        Nem todo mundo gosta da liberdade. Respeito quem só se sente bem num ambiente sem liberdade, seja amordaçado ou amordaçando os outros. Tipo uma doença, um medo de ser livre.

          • George Hamilton Maranhão Alves

            Amigo, a liberdade pura não existe. Mas hoje falo e escrevo muita coisa que não poderia em outros tempos. Mas temos muito ainda que avançar em termos de liberdade. Por exemplo, tenho vontade de andar pelado pelas ruas, mas por enquanto não posso.

Deixe seu comentário

Posts relacionados

%d blogueiros gostam disto: