Parauapebas: Desfile marca entrega de certificado à primeira turma de Produção de Biojoias

Durante o desfile, que contou com a presença da miss Brasil Globo 2021, foram exibidas as lindas peças confeccionadas pelas alunas do primeiro curso de biojoias do município
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Prefeitura de Parauapebas certificou a primeira turma do curso de Produção de Biojoias do município. A certificação foi marcada com um desfile, que contou com a presença da miss Brasil Globo 2021, Aeny Borges, onde foram exibidas as belas peças confeccionadas pelas alunas, que agora se orgulham de estarem qualificadas na produção de joias com produtos de origem vegetal com 100% de preservação ambiental.

O curso foi idealizado e realizado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento (Seden). Ao todo, 27 mulheres e dois homens concluíram o curso.

Durante a formação, os alunos, alguns já com alguma experiência em artesanato, aprenderam não apenas a confeccionar belíssimas peças, mas também receberam aula sobre empreendedorismo, como criar cooperativas e buscar financiamento junto ao Banco do Povo. O curso foi realizado pela professora de Biojoias, Maria Saraiva, que ficou emocionada durante a certificação, realizada nesta terça-feira (30).

“É a primeira vez que estamos sendo reconhecidas. Temos alunas já com oito ou dez anos de trabalho, que agora recebeu o apoio da prefeitura, da Seden, que olhou para nós”, ressaltou a professora, que é artesã no município.

Para Maria Saraiva, é como se cada uma das biojoias produzidas contasse uma história das alunas. Por isso, ela batizou a coleção de Superação. “Ver cada uma das minhas alunas se restituindo, se superando e vendo a alegria delas em cada peça, cada peça com uma história maravilhosa, é muito importante pra mim e com certeza para a sociedade de Parauapebas”, acrescentou.

Escolhida para falar em nome de todos os formandos, Gilsandra Pereira destacou à importância do curso para a maioria das alunas, principalmente as que viviam em situação de vulnerabilidade social, muitas das quais vítimas da violência doméstica, ou que não tinha qualquer ocupação ou perspectiva de mudar de vida, pela forma como viviam. “Esse curso tirou a gente do sedentarismo. Eu mesma estava em casa há dois anos sem fazer literalmente nada e deram essa oportunidade a todos nós. Não consigo expressar em palavra a gratidão que sinto”, resumiu Gilsandra.

Um dos maiores exemplos de superação foi da aluna Celene, mãe de quatro crianças. Ela conta que estava grávida do quarto filho e ia a pé do Bairro Cidade Jardim para o Residencial Alto Bonito, para fazer o curso. Com o filho de três dias de nascido no colo, ela não escondia a emoção ao ser certificada, o que arrancou aplausos de todos os presentes.

Na avaliação do secretário especial de Governo, Keniston Braga, um dos presentes ao desfile, são histórias como essas que agora começam a traçar um novo caminho para essas mulheres. Segundo o secretário de Desenvolvimento, Mariano Junior, esse é um trabalho que está apenas começando.

“Formar é uma das etapas. Agora, a gente vai ajudar essas mulheres a vender, a gerar renda”, frisou o secretário, adiantando que em 2022, a Seden vai oferecer o curso para novas turmas e espera formar cerca de 300 mulheres em produção de biojoias.

O objetivo é fazer as biojoias de Parauapebas ganharem o Brasil e o mundo e as belas peças, produzidas com sementes vegetais colhidas sem qualquer dano ao meio ambiente, já começam a despertar o interesse de outros países, como foi o caso da Suíça. O Consulado Suíço convidou o município para fazer uma exposição em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

Prestigiando o evento e sendo uma das modelos, a miss Brasil Globo 2021, Aeny Borges, chegou há três semanas da Europa, onde disputou o concurso Globo Internacional com 62 candidatas, ficando em 6º lugar. Ela ficou encantada com as peças confeccionadas pelos alunos.

Tina DeBord- com informações da Ascom PMP