Crap segue trabalhando na quarentena visando futuras competições em Parauapebas

O professor de educação física, Dinho Marcos, orienta seus atletas pelas redes sociais
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Com o futebol paralisado devido à pandemia do novo Coronavírus, os clubes estão se reinventando para não ficar parados nesta quarentena. As redes sociais é uma das soluções encontradas por diversos clubes durante o isolamento social. O time do Crap (Clube Recreativo Associados Progressistas), da cidade de Parauapebas, sudeste do estado do Pará, teve a ideia de seguir sua preparação visando os futuros campeonatos, que ainda estão incertos, mantendo a forma de seus atletas.

Dinho Marcos, formado em educação física, é o atual preparador físico do time, sendo ainda atleta, técnico e diretor de esporte, aproveita a quarentena e passa atividades todos os dias para os jogadores usando as redes sociais. O profissional incentiva seus comandados orientando a parte física de casa, através da página oficial do clube no Facebook e pelo grupo de WhatsApp.

“Estamos com uma ideia no time do Crap. Com a pandemia da Covid-19, estamos passando treinos através da página do Crap e pelo grupo do WhatsApp, com objetivo de manter os atletas bem preparados e longe de aglomerações para evitar o contágio do vírus. Treinamentos orientados de casa mesmo e isso pode incentivar outros times da cidade para está fazendo o mesmo com os seus atletas”, afirmou Dinho Marcos.

O professor de educação física, Dinho Marcos, pede para os atletas postarem seus treinamentos de casa nas redes sociais, sendo um desafio entre eles, visando manter o foco e o condicionamento. Alguns jogadores da base, que estariam disputando nesse semestre o Sub-18 de Parauapebas, mandaram seus vídeos e seguem à risca as orientações do professor, que é o caso de Wesley, Tallison, André Guilherme, Riquelme e João Victor.

Com o slogan “Aqui a base tem valor”, o Crap já revelou alguns atletas para o futebol profissional. O mais recente deles foi o jogador Emerson, conhecido como Nem, que saiu do time de Parauapebas e atuou no Vitória-BA e União Inhumas-GO, chegando até a base do Sport Club Corinthians Paulista, onde atua como volante na categoria Sub-23 do Timão. O Crap tem três títulos da categoria Sub-18 (2011, 2012 e 2017). 

O Clube Recreativo Associados Progressistas estava com o calendário cheio para a temporada de 2020. No primeiro semestre, a equipe teria pela frente o Campeonato Municipal da categoria Sub-18, o Campeonato Municipal Master e a Copa Palmares. Já no segundo semestre, o time do Crap tem pela frente o Campeonato Municipal da 1ª divisão, Campeonato Municipal de Futsal e a Copa Intermunicipal de Futsal em Curionópolis. Todo o calendário do ano segue sem definição.

Por Fábio Relvas

Publicidade