CRAP lança novo escudo e que foi aprovado por unanimidade pelos torcedores do clube

A diretoria vem com ideias inovadoras e pretende fortalecer a marca do clube que tem história em Parauapebas
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Um clube de futebol amador com características e pensamentos de um time profissional. É assim que podemos classificar o CRAP (Clube Recreativo Associados Progressistas), da cidade de Parauapebas, sudeste do estado do Pará, que vem inovando em tempos de pandemia. Nesta semana, o clube lançou o seu novo escudo com design inovador, mas sem fugir da identidade da equipe priorizando as cores e acrescentando o mascote.

 “Quando eu aceitei esse desafio que o Dinho me propôs para fazer uma nova roupagem visual do CRAP, a princípio eu coletei as informações referentes ao clube e implantei a ideia de que tinha que colocar um mascote, que é o Tigre, e fui fazer no estúdio. Como é uma equipe já com história aqui em Parauapebas voltado para o futebol, eu fiz o Tigre abraçando uma bola e ao mesmo tempo não saindo da identidade do clube, que é utilizando as cores preto e amarelo”, afirmou Dailson Gomes, diretor de marketing do CRAP.

O clube aguarda o retorno das competições no qual tem um histórico bem positivo no futebol de Parauapebas, principalmente no Campeonato Municipal da categoria Sub-18, onde o Tigre conquistou o tricampeonato nas temporadas 2011, 2012 e 2017, ajudando a revelar novos talentos, não só para o município, mas para o Brasil, sendo os casos mais recentes dos meias Emerson e Daniel.

“O novo escudo foi lançado e aprovado por unanimidade pelos torcedores e amantes do bom futebol. A diretoria do CRAP vem com ideias inovadoras com o novo escudo e vamos fortalecer nossa marca. Queremos evoluir muito mais com trabalho de formação de atletas que é nosso forte, temos dois atletas revelados pelo CRAP atuando no futebol nacional, o Emerson Nem, atleta do Corinthians (SP) e Daniel Justino, atleta do Campinense (PB). Nossa maior vitória é forma cidadãos de bem através do trabalho social e de alto rendimento na nossa base. Nosso clube, nossa história”, disse Dinho Marcos, diretor de esportes do CRAP.

Com o fruto do trabalho desenvolvido pelo CRAP, a equipe em todas as temporadas cede jogadores para o time profissional do Parauapebas Futebol Clube, o Gigante de Aço, que coloca esses atletas em seu elenco visando a disputa, nos dias de hoje, da Segundinha do Parazão. O meia Daniel Justino, é um exemplo desses atletas, revelado pelo Clube Recreativo Associados Progressistas, marcando o gol do primeiro título na categoria Sub-18 e atuando em temporadas passadas no PFC.

Por Fábio Relvas

Publicidade