Marabá

Confirmado: construção da hidrelétrica de Marabá começa em 2015

Recebido pela diretoria da Eletronorte na terça-feira (4), em Brasília (DF), o prefeito de Marabá, João Salame foi informado de que as obras do projeto de aproveitamento hidrelétrico de Marabá …

Recebido pela diretoria da Eletronorte na terça-feira (4), em Brasília (DF), o prefeito de Marabá, João Salame foi informado de que as obras do projeto de aproveitamento hidrelétrico de Marabá começam em 2015.

Ademar Palocci, diretor de Planejamento e Engenharia da estatal, garantiu que o start da construção será dado, a partir de 2015, seguindo organograma que prevê, inclusive, aporte de recursos para um projeto de desenvolvimento para o município – conforme reivindicação levada pelo próprio João Salame.

Aliás, o prefeito conseguiu aprovação, por parte da Eletronorte, para a formação de comissão especial, representando Marabá, destinada a acompanhar todos os movimentos do projeto de construção da barragem.

Notícia importante é que Palocci confirmou que o projeto terá duas eclusas, que deverão ser construídas desde que haja recursos aprovados para tal.

“A partir da formação da comissão, passaremos a lutar, politicamente, para que sejam incluídos nos orçamentos anuais, dinheiro para a construção das eclusas, paralela à edificação da barragem”, afirma João Salame.

A hidrelétrica de Marabá está planejada para ser construída distante 4 km a montante da Ponte Rodoferroviária do Tocantins. O custo de sua construção está estimado em R$ 12 bilhões, com um prazo de construção médio de oito anos.

Esta hidrelétrica terá capacidade de produção de 2.160 MW, tornando-se um aporte considerável para o Sistema Interligado Nacional. Localmente fornecerá energia para empreendimentos siderúrgicos ampliação das minas de ferro e cobre e projetos do parque de Ciência e Tecnologia de Marabá.

A hidrelétrica formará um lago 3.055 km – bem maior do que o lago formado pela hidrelétrica de Tucuruí. Serão inundados 1.115km² de terras (mais de 110 mil hectares de terras férteis).

O empreendimento atingirá 12 municípios em três estados: Pará (Marabá, São João do Araguaia, Bom Jesus do Tocantins, Brejo Grande do Araguaia, Nova Ipixuna, Palestina do Pará); Tocantins (Ananás, Esperantina e Araguatins) e Maranhão (São Pedro da Água Branca e Santa Helena).

Fonte: Marabá Notícias

24 comentários em “Confirmado: construção da hidrelétrica de Marabá começa em 2015

  1. Jailton de Araujo pereira Responder

    Povo dar ate tel ai eita gente nao e bem assim quando tive prox vai tem um escritorio so pra isso p os cadidato sim apresenta no sine ok de maraba agora e espera

  2. Araújo Responder

    Boa tarde!
    Gostaria de saber quanto essa obra vai começar ou onde posso verificar essas informações?

    Obrigado

    • Israel Alves de Souza Responder

      É realmente a construção de barragem causa danos e natureza.Assim como a construção de conjuntos de habitação, shopping center ,fazendas pra criação de gado e ects.Porém é necessário pra o País produzir mais energia.Vcs que ficam criticando as vezes nem sabem bem do que estão falando.SÓ repetem ós ouçam dizer.Sou encarregado. Sou barrageiro e já os impactos causados por esses construções. Mas vi tbm o progresso de todas as cidades por onde construíram uma barragem.Que comece logo essa obra.

  3. dione Barbosa Lira Responder

    sor dione Barbosa Lira que dia começa contrata os predero para trabalhar aí na baragem de maraba

  4. jose jeso de jesus o de carvalho Responder

    sou tecnico em eletronica gostaria de saber quando começa e se tem vaga para mim abraço

  5. Raimundo Responder

    Estou aguardando o dia vai começar sou encarregado de obras de armado de ferro 04199981557082

  6. Rosimery Cabral da Luz Responder

    Trabalhei por 3 anos e 5 meses como auxiliar de cozinha no consórcio construtor belo monte agora estou desempregada …..quero trabalhar

  7. israel nascimento Responder

    o Brasil está em crise precisamos de emprego mais sem prejuízo para outros que possam ser prejudicados

  8. Joaquim Batista Responder

    O Pará, pra ser mais sucinto o Brasil, precisa de energia limpa e barata, e não há outra alternativa que não seja a construção de hidrelétricas,estamos pagando uma energia alta por falta de investimento em Hidrelétricas, país nenhum tendo condições de construir hidrelétricas vai optar por outras que são caras e poluentes. Que venha com urgência esta Barragem pois precisamos pagar uma energia mais barata e de qualidade e o Brasil precisa de desenvolvimento, sem energia é um pais sem futuro.

  9. Patrícia dias Dos santos Responder

    Bem por um lado vai ser otimo quem sabe n volto pra minha cidade natal por ai em Araguatins n tem recursos pra nada espero qui n traga desepicoes pra gente por que esse povo ai de classe alta so pensam neles!

  10. Marcos Responder

    E isso ai o Brasil tem que explorar seu maior potencial mesmo que e as hidreletricas e gerar milhares de empregos, ainda tem esses demagogos que são contra mas são os primeiros a procurar um bom emprego na obra.

  11. energia pra quem? desenvolvimento pra quem? Responder

    para vc e todos os porcos capitalistas. ja vao privatizar mais um rio, aposto que vai ser como em tucurui onde familias que moram proximo ahidreletrica usam lamparina e nunca foram indenizadas. a exploração, bolsoes de miseria vao rolar solta em marabá se antes disso marabá é a 4º cidade mais violenta do brasil imagina depois. eneregia pra quem? desenvolvimento pra que? a água não é mercadoria!! existem outras fontes de energia, se essas empresas se preocupam realmente com a ‘sustentabilidade’ pq nao usar energia solar ja que marabá é um inferno de tao quente? ha ja sei pq vai ter gasto e elas so pensam em LUCRAR lucrar e lucrar em cima da gente…

  12. Nivaldo silva avila Responder

    Para nos q trabalhamos diretamente na construcao civil,isso e uma grande noticia…

Deixe seu comentário