Com R$ 705 milhões em 6 meses, Prefeitura de Canaã “massacra”concorrência

Caixa comandado por Josemira Gadelha é mais robusto que de 4 capitais. Canaã dos Carajás arrecada tanto quanto cidade fluminense de 1 milhão de habitantes e lidera receita por pessoa.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Não tem para ninguém: nenhuma prefeitura do Brasil arrecada hoje como a de Canaã dos Carajás. Com 65 mil habitantes para cuidar, numa projeção populacional razoável — já que as estimativas do IBGE estão defasadas e imprecisas à ausência do censo demográfico —, a Terra Prometida bateu Marabá em faturamento, como previsto pelo Blog, e já assume receita líquida para o período de 12 meses corridos de R$ 1,36 bilhão. E mais: a arrecadação local disparou impressionantes 96,5% este ano em relação ao ano passado.

A constatação foi feita pelo Blog do Zé Dudu, após analisar o Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO) do 3º bimestre entregue aos órgãos de controle externo pelo governo de Josemira Gadelha, que comanda o município economicamente mais próspero do país. O Blog observou que nos primeiros seis meses de 2021 Canaã arrecadou R$ 704,71 milhões, quase o dobro do mesmo período de 2020, quando a receita registrada no balanço orçamentário foi de R$ 358,63 milhões.

A guinada de Canaã dos Carajás massacra a concorrência. Era prevista a ultrapassagem sobre Marabá, conforme antecipou o Blog ainda no ano passado, mas o que não se imaginou era que a distância sobre a “avó” seria tão marcante. Pelas mesmas razões que sua genitora Parauapebas, Canaã dos Carajás se retroalimenta da mineração: o município produz recursos minerais para atender aos caprichos da mineradora multinacional Vale e recebe desta uma multimilionária compensação financeira, em forma de royalties de mineração.

Além de destronar Marabá, no Pará, Canaã também desonra vários municípios país afora, inclusive as capitais de Roraima (Boa Vista), Tocantins (Palmas), Acre (Rio Branco) e Amapá (Macapá), que foram superadas este ano em arrecadação. A Prefeitura de Canaã já tem tanto dinheiro quanto a Prefeitura de São Gonçalo (R$ 709,46 milhões), com quem está tecnicamente empatada. A diferença é que a prefeitura daquele município fluminense atende a uma população de 1,1 milhão de moradores.

Maior arrecadação por pessoa

O município de Canaã dos Carajás segue tendo o título de lugar com maior arrecadação por habitante. Acontece que, por conta da população oficial ser muito baixa, na casa de 39 mil habitantes nos cálculos subestimados do IBGE, e a receita ser alta demais, a média de arrecadação per capita fica em impressionantes R$ 18.595, acima de tradicionais “receitões” gerados pelos municípios de Presidente Kennedy-ES (R$ 15.516), Belo Vale-MG (R$ 11.979) e Ilhabela-SP (R$ 10.645).

A arrecadação por pessoa de Parauapebas, na média de R$ 5.854, parece brincadeira de criança comparada à de Canaã e já não está sequer entre as 20 maiores do país, conforme apurou o Blog a partir de dados ainda preliminares reportados por 4.300 prefeituras brasileiras ao Tesouro Nacional, como prestação de contas do 3º bimestre.