Jacundá

Chuvas desabrigam uma centena de famílias em Jacundá

O Rio Arraias, que banha a cidade, subiu repentinamente, surpreendendo a população de vários bairros, como Cidade Nova, Boa Esperança e Bela Vista, os mais atingidos

A Defesa Civil Estadual e a Prefeitura de Jacundá trabalham para avaliar os dados causados após a cheia repentina do Rio Arraias, que banha a cidade. Nesta sexta-feira, 5, dezenas de moradores foram surpreendidos com a subida das águas e viram suas casas inundadas de uma para outra hora. Uma equipe da Defesa Civil, com base em Tailândia, está em Jacundá para avaliar a situação das famílias, ruas e estradas vicinais.

Os bairros Cidade Nova, Boa Esperança e Bela Vista são os mais atingidos. O número de famílias desabrigadas ainda é desconhecido. Estima-se em 100 famílias tenham deixado as casas temporariamente.

Para atender os desabrigados, a Prefeitura de Jacundá e a Defesa Civil disponibilizaram o Ginásio Padre Humberto, além de veículos para remoção de móveis e pessoas. No local as famílias têm alimentação, água portável e espaço para passar a noite. “Vamos ajudar a todos que estão passando por esse momento difícil”, afirmou a secretária de Assistência Social, Marilene Campos.

Moradora há 10 anos no Bairro Cidade Nova, Selma Vieira conta que às 4h da madrugada desta sexta-feira acordou com a água entrando em sua casa. “Ainda não calculei os prejuízos, mas perdi muita coisa”, lamenta ela, que se abrigou na casa de uma vizinha.

Para remover uma paciente de uma rua alagada no mesmo bairro, a equipe do Samu precisou do auxílio de uma camionete da prefeitura. “A rua alagada impediu a entrada da ambulância do Samu até a residência onde se encontrava o paciente, mas, mesmo assim, essa situação não impediu que a equipe realizasse seu trabalho, que com criatividade e competência usaram uma camionete da secretária de saúde para chegar até ao local e remover o paciente até a ambulância”, disse o socorrista Edson Souza.

Em Jacundá não há aferição de nível do Rio Arraias, impossibilitando assim, saber quantos metros ele subiu nas últimas 24h. Sabe-se que desde a noite de quinta-feira (3), começou a chover na região. E as chuvas intensificaram na noite passada, causando a subida do nível das águas.

Deixe seu comentário