Charles Trocate, líder do MST no sul e sudeste do Pará tem prisão pedida pela polícia paraense

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A governadora do Pará, Ana Júlia Carepa (PT), afirmou nesta sexta-feira que a polícia paraense pediu a prisão do coordenador do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) no estado, Charles Trocate (foto). O MST é acusado de depredar parte das instalações das fazendas Maria Bonita e Rio Vermelho, no sul do estado.

TROCATE "O MST declara inclusive que perdeu o controle, portanto ele confessa que participou", afirmou a governadora durante entrevista. O MST já havia admitido a invasão na sede da fazenda Maria Bonita, que pertence à Agropecuária Santa Bárbara, do banqueiro Daniel Dantas, em Eldorado dos Carajás, mas negava o vandalismo. Na fazenda Rio Vermelho, o movimento declarou que o ato pode ter sido cometido por grupos dissidentes.

PA 160

Ainda nesta sexta-feira, a tropa de choque da Polícia Militar negociou a liberação da rodovia PA-160 que liga Parauapebas a Canaã dos Carajás. A rodovia foi bloqueada às 5h desta quinta-feira por cerca de 400 integrantes do MST em protesto pela desapropriação de terras na região, e durante a interdição houve um incidente com um motorista de ônibus que não respeitou o bloqueio, sendo surrado e encaminhado ao hospital. Os integrantes do Movimento dos Sem Terras liberaram o tráfego de veículos, mas permanecem acampados às margens da rodovia.

Leia também: Governadora diz que lei tem que ser cumprida.

Publicidade