CDL apresenta demandas ao secretário de Estado de Segurança Pública

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

d2Na última sexta-feira, 15, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Parauapebas (CDL), Marksan Gomes, apresentou uma lista de solicitações ao secretário de Estado de Segurança Pública, Jeannot Jansen. Os pedidos em favor da melhoria da segurança em Parauapebas foram entregues ao secretário em forma de ofício, entregue durante um almoço  com a presença de diretores da CDL e do staff da segurança pública do Pará.

Entre as reivindicações, está o aumento do efetivo policial no município, a implantação de videomonitoramento pelo Estado (a Prefeitura já tem câmeras de segurança em diversos pontos da cidade), a construção de uma seccional de Polícia Civil no bairro Cidade Jardim e a criação de uma estratégia de segurança específica para as áreas de comércio. “Precisamos melhorar a segurança pública no nosso município. Isso também contribui para o nosso desenvolvimento. Estamos aqui cumprindo nosso papel de reivindicar e contamos com o trabalho do Estado”, afirmou o presidente, Maksan Gomes.

Segundo o secretário, o Governo do Estado reconhece o dever de melhorar a segurança individual e coletiva dos cidadãos. “A totalidade das reivindicações é justa”, disse. Jansen afirmou, ainda, que o Estado terá sobre a região e, em especial sobre Parauapebas, um olhar diferente, mas ressaltou a necessidade de se fazer um estudo conjunto, a médio prazo, para que as decisões estratégicas sejam tomadas com segurança. Para ele, as ações serão realizadas, “nem tão devagar que possam parecer má vontade, nem tão rápidas que possam parecer irresponsáveis”.

“Medidas que estão em execução hoje, que foram consequências de mudança de estratégia, como a delegacia especial de atendimento à mulher, ocorreram através da reivindicação de órgãos que representam uma categoria”, lembrou Jeannot. “A decisão começa de uma solicitação como essa. Tenham certeza que nós vamos discuti-la com os senhores, com as demais entidades e com o governo em todos os níveis”, finalizou.

Texto: Diego Pajeú – CDL

Publicidade