Cantora Gretchen participa de lançamento da Cartilha de Proteção à Mulher

Publicada pelo MPPA e Alepa, a cartilha traz informações sobre legislação, criminologia e boas práticas contra violência doméstica
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Ministério Público do Pará (MPPA), através do Núcleo Mulher e da Promotoria de Justiça de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar, e Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) lançaram nesta sexta-feira, 07, a cartilha “Proteção à Mulher: ações para o enfrentamento à violência doméstica e familiar”. O evento transmitido pelas redes sociais comemorou os 14 anos da Lei Maria da Penha.

“Um dos objetivos dessa publicação é compartilhar conhecimentos, relatar experiências positivas e partilhar boas práticas que possam contribuir para a prevenção da ocorrência e do agravo e o enfrentamento da violência doméstica e familiar contra as mulheres”, disse o promotor de justiça, Franklin Prado, destacando que a publicação é apontada como a mais completa do Brasil nessa área.

O conteúdo foi elaborado a partir da contribuição de diversos órgãos da rede de proteção à mulher. A publicação traz conteúdos sobre legislação, teoria, criminologia e boas práticas para o enfrentamento e o combate à violência doméstica. É direcionada, sobretudo, aos profissionais que trabalham na linha de frente do atendimento às mulheres em situação de violência doméstica no estado do Pará como policiais civis e militares, psicólogos, assistentes sociais, profissionais da área de saúde e quem mais tiver interesse na causa.

Gretchen

A cantora Gretchen participou do lançamento da cartilha. Ela contou que já foi vítima de violência doméstica. “Me coloco a disposição de todas as mulheres para apoiar essa luta e falar como moradora do Pará. Tenho uma filha paraense o Pará terá a minha voz para divulgar as causas femininas”, disse a cantora.

No evento também estavam presentes o Secretário de Estado de Justiça e Direitos do Pará, Gilberto Aragão, a defensora pública, Daiane Lima dos Santos; a delegada da Deam, Fernanda Marinho de Almeida; as deputada Estaduais Marinor Brito e Michele Begot; Márcia Jorge da Sejudh; a assistente social do Abrigo de Mulheres do Estado, Karla Patrícia Rodrigues Gonçalves; além de representantes de movimentos sociais.

Publicidade