Notícias

Cabo de guerra no governo Valmir Mariano

O cabo de guerra é antigo jogo em que duas equipes competem entre si em um teste de força puxando uma corda. Pois bem, em alguns setores da prefeitura de …

imageO cabo de guerra é antigo jogo em que duas equipes competem entre si em um teste de força puxando uma corda. Pois bem, em alguns setores da prefeitura de Parauapebas pode-se notar claramente que há um verdadeiro cabo de guerra sendo travado.

Se no jogo original a equipe vencedora era aquela que conseguia trazer para seu território os adversários, o cabo de guerra travado em Parauapebas é pela disputa por espaço no governo.

Na Secretaria Municipal de Obras esse cabo de guerra é explícito, sendo as equipes capitaneadas pelo secretário de Obras, Dario Veloso e  pelo vereador José Francisco Amaral, o Pavão.

Pavão, que herdou a liderança do PTB após a derrota do vereador Massud nas urnas, se auto intitula dono da Semob e por lá causou um verdadeiro caos ao indicar Nonato, seu fiel escudeiro, como adjunto da pasta. Dario Veloso em um primeiro momento aceitou a indicação e manteve uma amistosa relação com vereador e adjunto.

Todavia, como tudo nessa vida, um dia essa relação azedou. Inconformado com o modus operandi da dupla petebista, o secretário resolveu fazer valer sua posição e exonerou Nonato e mais alguns indicados, ou apadrinhados do vereador, que estavam lotados na Semob.

Pavão, assim como a ave, que sacode o rabo quando quer conquistar sua fêmea, supostamente arregimentou um punhado de colegas e foi tomar satisfação com o prefeito, chegando, inclusive, a pedir a exoneração do secretário, pois este estaria tirando seu poder na Semob.

Como a força neste cabo de guerra é proporcional, caberá ao prefeito dizer quem será o vencedor. Se optar por manter a decisão do secretário, afastando o adjunto, Valmir manterá a premissa de não aceitar ingerências externas em sua administração. Se acatar a posição do vereador estará abrindo jurisprudências que tornarão seu governo uma verdadeira casa de Mãe Joana, onde todo edil ou colaborador de campanha pode dar uns pitacos, que na maioria das vezes pouco contribuem. 

Um fato político interessante envolvendo essa briga pelo poder em Parauapebas veio do presidente do diretório municipal do PTB, Antônio Massud. Uma fonte do Blog garantiu que caso o vereador Pavão, insatisfeito com o fato de perder o poder na Semob, venha a fazer oposição ao governo Valmir, este não terá o aval do partido. Segundo a fonte, Massud já teria sinalizado ao prefeito que a decisão é pessoal do vereador e que o partido não comunga com a mesma, mantendo-se na aliança, até porque a vice-prefeita não tem interesse em ser oposição.

A decisão madura e pertinente do ex-vereador Massud é mais um ponto positivo para que o prefeito Valmir decida com mais tranquilidade.

Segundo round

Decidida essa primeira peleja, entre Pavão e Dario, o prefeito imediatamente terá outra pela frente. Segundo notícias vindas da Secretaria de Fazenda, o secretário Zé Rinaldo teria dado recomendações expressas para que fossem suspensos todos e quaisquer processos que envolvessem pagamentos à fornecedores e prestadores de serviços que cheguem na SEFAZ sob a chancela da Semob. Fato que, se concretizado, poderia voltar a engessar a máquina administrativa.

Essa não seria a primeira vez que o secretário Zé Rinaldo se negaria a efetuar pagamentos à fornecedores e prestadores de serviço. Outro dia, mesmo alertado pelo prefeito que a SEFAZ deveria agilizar os pagamentos, este viajou sem que os cheques fossem assinados. O fato, à época, deixou desgastada a relação entre o prefeito e o menino riquinho, que teima em descredibilizar os colegas, quando não o prefeito, sob a alegação de ser o apadrinhado, o homem de confiança de Jatene em Parauapebas.

8 comentários em “Cabo de guerra no governo Valmir Mariano

  1. Anonimo Responder

    O Sr. Valmir tem que dar um basta nesse TRIO de vereadores que transformou o governo municipal em QUATRO PREFEITURAS. Pavão na semob, Major na Educação e Braz na saúde.

    Aahh! tava esquecendo do quarto prefeito, o Sr. Valmir.

    Também com tantos Prefeitos!!

    O Major chega a ser ridículo.

    Ministério Público tem que investigar um Brazcontrato na saúde.

  2. ZEZINHO DO PSOL Responder

    Nao conheço Ze Rinaldo mas tenho certeza de que a culpa da ma gestao nao e dele ,Ha uma serie de fatores que causa uma deficiencia nesse governo, vereadores impondo pessoas incompetentes so para comprir acordo politico. outro que mais prejudica e o monte de secretario que veio de outras cidades ou de outros Estados e que nao quer ver melhoria da nossa cidade,porque daqui 4 anos estao de bolso cheio e vao embora, Pelo menos Ze Rinaldo mora aqui muitos anos.

  3. Anônimo Responder

    O prefeito está trabalhando sim. Enquanto distribui água em copinhos, alunos da escola Cecília Meireles estão sem aula porque não tem água. Os alunos dessa escola ficaram a semana toda sem aula!!!!!

  4. Bigode Responder

    Vamos parar com essa de ficar colocando, como se o Ze Rinaldo fosse contra o governo do Valmir, ele hj é o que da mais sustentação ao governo.
    Dai talvez a preocupação De quererem causar uma desarticulação no governo.
    E outra Zé, isso é invenção que a Sefaz suspendeu os pagtos, e que não pagava em dia.
    Ache uma prova e veras que não tem.
    Isso tudo é p desarticular governo.
    Vamos parar com essa de quanto pior melhor.

  5. Arnaldo Responder

    Zé, esse Zé riquinho é um atraso, olha que a equipe dele esta levando ele proprio para o buraco. DAM, DAM DAM.. vamos v. esperamos que melhorem

  6. roberto Responder

    esse Luciano deve ta chupando o ovo do zé rinaldo…pra defender desse jeito….babao safado…..

  7. Luciano Responder

    Vc deve ter algum problema com Zé RInaldo.
    Vira e mexe vc tenta derruba-lo, e pode ver todas vc esta errando.

  8. JOVEM Responder

    É UM VERDADEIRO BALAIO DE GATO, ESSA GESTÃO DE PARAUAPEBAS…O QUE TEM FEIO O PREFEITO NESTES MESES DE GOVERNO??? SE ALGUÉM SOUBER DE ALGUMA GRANDE AÇÃO DESSA ADMINISTRAÇÃO DIVULGUE AÍ!

Deixe seu comentário