Parauapebas

Acip realiza o primeiro “Café de Negócios” de 2019

O encontro é a oportunidade de aproximar as pequenas e médias empresas de Parauapebas dos grandes projetos, criando ambiente de negócios e, consequentemente, de geração de empego e renda

A iniciativa tem, entre os principais resultados, proporcionar o maior conhecimento da oferta de serviços locais e o processo de compras da Vale. Assim, a Acip (Associação Comercial Industrial e Serviços de Parauapebas), continua promovendo o Café de Negócios. No ano passado, ocorreram cinco eventos, todos com grande número de participantes que, além apresentar seus portfólios, foram orientados por analistas responsáveis por compras para os projetos recentemente anunciados pela Vale, como o Salobo III.

Na manhã de sexta-feira (12), ocorreu a primeira edição do Café de Negócios de 2019, o primeiro dos quatro previstos no plano de ação para este ano. O evento contou com grande número de empresas participantes que puderam ter contato direto com as empresas terceirizadas Andrade Gutierrez e Empa, além da equipe do Suprimentos Vale.

Na avaliação do presidente da Acip, Rodrigo Zanrosso, a entidade que representa a classe empresarial é uma “casa de negócios”, sendo um ambiente de networking, onde a entidade convida as grandes empresas da região e de Parauapebas, que apresentam suas demandas e recebem dos associados as soluções para atenderem aos contratos que terão, principalmente, com a mineradora Vale.

“Assim, aproximamos grandes empresas de empresas que sabem e têm a expertise do fornecimento, o que consideramos uma oportunidade ímpar, dada a empresas que, talvez, não teriam a oportunidade de chegar diretamente a uma grande empresa ou à Vale para apresentar seus serviços”, explica Rodrigo.

Ainda segundo ele, o Café de Negócios é um momento de conscientizar as grandes empresas e reafirmar cada vez mais que Parauapebas tem empresários prontos e capacitados para fornecer um serviço de qualidade com a melhor logística possível a preços bem mais competitivos.

As empresas que estiveram participando do Café de Negócios apresentaram seus produtos e serviços para a instalação do Projeto Salobo III, em fase inicial, que já conta com 900 trabalhadores, devendo ter, em seu pico máximo de trabalho, 3.200 contratados diretos.

“O importante é que estamos com esse contato através da Acip, o que facilita a aproximação dos fornecedores e representa mais contratações de mão de obra local. Percebemos que os fornecedores locais são capacitados e estão seguindo todas as regras de segurança e meio ambiente. Por isso, são habilitadas a fornecer efetivamente em condições igualitárias e comerciais”, resumiu Plínio Torcchetto, gerente executivo do Projeto Salobo III.        

Um comentário em “Acip realiza o primeiro “Café de Negócios” de 2019

  1. Eduardo Responder

    Eu acredito muito na vontade dos empreendedores do Pará.
    Os projetos minerários, em sua implantação demandam muitos serviços e produtos e o Pará tem muita coisa boa a oferecer a qualquer projeto.
    Avançando na cadeia, relacionando a verticalização mineral, dada a maior complexidade dos processos, os empregos gerados e oportunidades de parcerias são maiores e mais duradoras. Isso reforça a necessidade de colocar esta política em prática logo.

Deixe seu comentário