Volume de cobre contido em projeto da Avanco no Pará aumenta 18%

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Avanco Resources informou, ontem (13), que atualizou os recursos minerais no padrão Jorc do projeto de cobre e ouro Pedra Branca, em Carajás. A mineradora reportou aumentos de 18% no volume contido de cobre, para 454 mil toneladas, e de 7% no teor médio do metal, para 2,45 gramas por tonelada.

A nova estimativa de recursos minerais da Avanco para Pedra Branca é de 18,58 milhões de toneladas de minério com 2,45 g/t de cobre e 0,61 parte por milhão de ouro, para 454 mil toneladas de cobre e 363 mil onças de ouro. A mineradora disse que os resultados superaram a meta da equipe de gestão, que esperava converter mais de 50% dos recursos inferidos para recursos indicados.

avancopedrabranca

Sondagem no projeto Pedra Branca. Crédito: Avanco Resources

A Avanco utilizou como referência o teor de corte de 0,9% de cobre. Os recursos do projeto são divididos em Pedra Branca Leste e Pedra Branca Oeste. A maior alta na atualização dos recursos foi registrada na parte leste, que apresentou aumento de 32% na tonelagem de minério e 32% na quantidade de cobre contido. Em Pedra Branca Oeste, houve queda de 11% no volume de minério e de 4% na quantidade de cobre contido, mas alta de 8% no teor médio.

De acordo com a Avanco, o projeto Pedra Branca possui três vezes mais cobre do que o outro projeto da empresa, Antas North, que também fica em Carajás (PA), levando em conta o teor de 2,45% de cobre.

A mineradora australiana disse que a sondagem geotécnica em Pedra Branca já está bem avançada e que, até o momento, a qualidade da rocha foi considerada muito boa pela empresa. A Avanco deve realizar mais sondagens na parte leste de Pedra Branca, para aumentar os recursos próximos à superfície. Uma campanha de sondagem de 4.192 metros e 11 furos de sondagem no projeto foi concluída recentemente pela mineradora.

A empresa está realizando um estudo conceitual, que vai levar a mineradora à decisão de lavrar ou não o projeto Pedra Branca antes do fim deste ano. No primeiro trimestre do ano que vem, a empresa pretende finalizar o estudo prévio de viabilidade. A decisão da Avanco de lavrar Pedra Branca estará atrelada aos recursos Jorc, definição de despesas de capital (capex) e operacionais (opex) e vai fornecer informações valiosas para a realização do estudo prévio de viabilidade.

A Avanco está desenvolvendo outros dois projetos de cobre no Brasil. A mineradora júnior, que está prestes a deixar de ser exploradora para se tornar produtora, possui o projeto Rio Verde, em Curionópolis (PA), e Antas, em Carajás (PA). Ambos estão em construção. No Brasil, a mineradora possui a subsidiária Avanco Resources Mineração.

Fonte: NMB

Publicidade