Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
CFEM

Idolatrados por prefeitos, royalties da mineração caem na conta nas próximas horas; veja valores

Um milhão cairá a seu lado (Curionópolis); quase 20 milhões, a sua direita (Canaã dos Carajás); pouco mais de 7 milhões, a sua esquerda (Marabá). Mas só a Prefeitura de Parauapebas será atingida com quase 40 milhões.

Já está na mesa do gerente do banco a lista de ordem de crédito da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (Cfem), que deve cair na conta corrente das prefeituras de municípios mineradores nas próximas horas. A Agência Nacional de Mineração (ANM) liberou no final do expediente de ontem (12) as cotas-partes a que cada prefeitura faz jus, e o pagamento dos recursos está, agora, a cargo do Banco do Brasil.

Distribuída em partes aos entes governamentais, de maneira que as prefeituras de municípios mineradores ficam com 60%, enquanto 15% vão para a conta de governos de estados e outros 10% vão para o Governo Federal, a Cfem tem nome popular de royalty e é muito celebrada pelos ordenadores de despesa. Além dessas cotas, há 15% que teoricamente vão ser partilhados entre prefeituras de municípios impactados ao longo da cadeia da indústria extrativa, mas isso até o momento não ocorreu pela ausência de critérios consistentes para definir o “grau de impacto” e, assim, quem é de fato impactado.

O Blog do Zé Dudu faz, agora, uma pincelada a partir dos valores distribuídos às prefeituras do complexo minerador de Carajás e grandes estrelas da indústria extrativa nacional: a “Capital Nacional do Minério de Ferro” (Parauapebas), a “Capital Nacional do Minério de Cobre” (Marabá), a “Terra Prometida” (Canaã dos Carajás) e a “Pepita de Carajás” (Curionópolis).

Vale destacar que os royalties que caem neste mês de novembro são decorrentes de fato gerador — isto é, lavra mineral — ocorrido no mês de setembro. Além disso, ressalte-se, as mineradoras não transferem dinheiro diretamente à conta das prefeituras. Não funciona assim. As empresas pagam boletos dos royalties à ANM, que é quem faz a fiscalização da arrecadação da compensação e o posterior rateio aos entes.

Parauapebas

A prefeitura da “Capital Nacional do Minério de Ferro” está recebendo ao longo de 2018 o maior volume de royalties da história — sem levar em conta valores de dívidas atrasadas e reparcelamentos. Nas próximas horas, vão ser creditados R$ 39,03 milhões, o segundo maior da história para um mês. No acumulado deste ano, já são R$ 352,74 milhões, valor recorde, e deve encerrar o ano com cerca de R$ 390 milhões de royalties arrecadados, R$ 100 milhões a mais que o previsto na Lei Orçamentária Anual (LOA) para este ano, R$ 290 milhões.

Parauapebas só não vai receber ainda mais porque a mineradora multinacional Vale viu sua produção de minério de ferro ser reduzida em 10 milhões de toneladas este ano, o que, na prática, causa retração de cerca de R$ 30 milhões em Cfem para a prefeitura local.

Vale destacar que a maior quantidade de royalties anual recebida pelo município se deu em 2013, quando, nos meses de fevereiro e março, entraram nos cofres públicos R$ 128 milhões e R$ 117,8 milhões, respectivamente. Em cada um desses meses caíram R$ 100 milhões além da arrecadação normal em razão de parcelamentos de royalties atrasados e contestados judicialmente. Assim, para um ano “normal”, 2018 é “o” ano de Parauapebas.

Canaã dos Carajás

A jovem, pequena e próspera “Terra Prometida” está quase enfartando com tanto dinheiro nas costas. Este mês, entram na conta R$ 19,38 milhões. No ano todo, já são R$ 152,53 milhões.

A Prefeitura de Canaã previu arrecadar ao longo deste ano R$ 54,9 milhões com royalties, mas, diretamente beneficiada pela mudança na alíquota incidente sobre o minério de ferro (que passou de 2% sobre o líquido para 3,5% sobre o bruto) e pelo ramp-up do projeto S11D, vai liquidar mais que o triplo de seu desejo inicial.

Nenhuma prefeitura brasileira, entre 5.568 espalhadas no país, cresceu tanto a arrecadação em 2018, proporcionalmente, como Canaã dos Carajás, segundo dados consolidados até agosto da Secretaria do Tesouro Nacional (STN). Para se ter ideia, só o que se arrecadou até o momento em royalties é mais que o que ela mesma, a Prefeitura de Canaã, ajuntou em receitas totais durante todo o ano de 2012, ou seja, seis anos atrás, quando arrecadou R$ 142,84.

Por outro lado, embora já seja o segundo maior arrecadador de royalties de mineração do país, batendo qualquer município de Minas Gerais e só superado por Parauapebas, Canaã está no topo, também ao lado de Parauapebas, como governo com finanças mais extremamente dependente de recursos minerais, o que é perigoso.

Marabá

A prefeitura da “Capital Nacional do Minério de Cobre” é a mais autônoma do Pará em relação a recursos oriundos da mineração. Embora a indústria mineral seja, hoje, a maior produtora de riquezas na conformação do seu Produto Interno Bruto (PIB) local, Marabá conseguiria sobreviver mesmo sem os projetos de cobre Salobo e manganês da Buritirama, o que certamente não ocorreria com as estrelas do minério de ferro a seu entorno, que fatalmente agonizariam.

Este mês, caem na conta da Prefeitura de Marabá R$ 7,34 milhões em royalties, que se acumulam em R$ 68,65 milhões no ano todo. Esse valor global já é R$ 9 milhões superior à arrecadação da Cfem do ano inteiro de 2017 e, também, superior à previsão de 2018 de arrecadação da compensação pelo executivo local, que estimou receber R$ 60,3 milhões ao longo deste ano.

Durante 2012, antes de o Salobo gerar efeitos compensatórios, a Prefeitura de Marabá arrecadou apenas R$ 1,71 milhão em royalties. Com a entrada em operação da mina de cobre e sua primeira expansão, a receita da prefeitura municipal como um todo foi a que mais cresceu no país entre 2012 e 2016, saltando de R$ 486,5 milhões para R$ 745,2 milhões, um magistral progresso de mais de 50%.

Curionópolis

A “Pepita de Carajás”, eterna sede do mundialmente conhecido garimpo de Serra Pelada, é, entre os quatro municípios, o que melhor saboreia os recursos dos royalties de mineração. De lugar que por mais de 20 anos apenas perdia habitantes, hoje é uma das revelações da mineração paraense e que, nas próximas horas, verá o caixa R$ 1 milhão mais gordo.

Em 11 meses deste ano, a Prefeitura de Curionópolis já recolheu R$ 12,22 milhões em cota-parte da Cfem. Esse montante corresponde a 96% da expectativa do Executivo local, de arrecadar R$ 12,74 milhões este ano em royalties. É muito dinheiro para quem, quatro anos atrás, sequer constava da lista de recebedores de Cfem da ANM. Aliás, é praticamente o mesmo valor da decadente receita total de Curionópolis no ano de 2006, no valor de R$ 12,45 milhões.

O primeiro royalty recebido por Curionópolis foi pago pela mineradora Vale em julho de 2015, no valor de R$ 200 mil. Agora, o valor mensal já se tornou cinco vezes maior — e chega a ser muito mais, dependendo do período. E a cota atual pode dobrar se a multinacional conseguir autorização para expandir a capacidade de produção de seu projeto de minério de ferro no município.

 

Educação

Prefeituras da região de Carajás já investiram R$460 milhões em educação este ano

Confira os números com a educação dos municípios de Parauapebas, Marabá, Canaã dos Carajás, Ourilândia do Norte, Eldorado do Carajás, Curionópolis e Água Azul do Norte

As prefeituras de Parauapebas, Marabá, Canaã dos Carajás, Ourilândia do Norte, Eldorado do Carajás, Curionópolis e Água Azul do Norte têm, juntas, R$764,11 milhões orçados para investimento em ensino básico (educação infantil e ensino fundamental) e já liquidaram 60% desse valor. As informações constam do Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO) do 4º bimestre que cada uma das prefeituras já produziu para enviar ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

O blog do Zé Dudu fez um levantamento inédito das despesas com educação das sete prefeituras da área de influência direta dos projetos de mineração do complexo minerador de Carajás, a partir de dados da execução orçamentária. Os valores foram cruzados com o número de alunos informado pelas prefeituras ao Ministério da Educação (MEC) para o Censo Escola 2018, cujos resultados preliminares tiveram divulgação no mês passado. A ideia é apurar o investimento por aluno da rede pública municipal em cada localidade.

Parauapebas fez o maior investimento

A Prefeitura de Parauapebas é a que tem o segundo maior orçamento na região para 2018 no serviço de educação (R$ 271,86 milhões), atrás da Prefeitura de Marabá (R$ 306,88 milhões). No entanto, Parauapebas ocupa o primeiro lugar em despesas liquidadas (R$ 189,94 milhões), batendo em mais de R$ 30 milhões a de Marabá (R$ 156,21 milhões).

O aluno de educação básica parauapebense é, também, o que mais recebeu investimento entre janeiro e agosto deste ano: R$4.206,95. Além de efetuar o maior dispêndio por estudante, Parauapebas possui a maior folha de pagamento de professores: R$103,93 milhões até o 4º bimestre deste ano. De cada R$1,00 investido na rede municipal de educação, 55 centavos vão para a despesa com os educadores — sem contar os servidores administrativos.

Nos últimos dez anos com valores anuais consolidados, entre 2007 e 2017, a educação da rede pública municipal de Parauapebas foi alvo de R$ 2,07 bilhões de investimento, conforme dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN). Por esse montante, em diversas ocasiões Parauapebas estrelou no prestigiado “Anuário MultiCidades”, sendo destacado como um dos municípios brasileiros com maior aporte de recursos no serviço.

Canaã apresenta maior crescimento

A Prefeitura de Canaã dos Carajás, no grupo das sete, é a que apresenta maior crescimento de investimento financeiro em educação, embora tenha havido diminuição no ano passado em relação a 2016. Justamente por ser o município que mais viu disparar o número de matrículas na rede, em razão das milhares de famílias que se mudaram para lá em busca de oportunidades de trabalho na indústria mineral, o Executivo de Canaã se viu obrigado a disparar o investimento em serviços sociais básicos.

Em 2007, a educação pública municipal consumia R$13,53 milhões. Em 2016, chegou a R$95,97 milhões, crescimento impressionante de 610%. Este ano, de janeiro a agosto, a prefeitura local aplicou R$44,14 milhões, dos quais R$ 20,4 milhões foram direcionados à folha do magistério.

Atualmente, Canaã só perde para Parauapebas em investimento por aluno, com R$4.001,91 de média, mas já chegou a superar a “Capital Nacional do Minério”.

Marabá tem maior exército na sala

Por ser o mais populoso dos sete, Marabá tem o maior número de alunos na educação básica municipal: quase 54 mil alunos, na contagem preliminar do censo escolar deste ano. A Prefeitura de Marabá até é a que tem a maior capacidade orçada de investir em educação, mas, na prática, é a que fez o segundo menor investimento por aluno este ano: R$2.905,95. Só a Prefeitura de Eldorado do Carajás — com investimento de R$2.748,34 — gastou menos.

No acumulado dos últimos dez anos, entre 2007 e 2017, a Prefeitura de Marabá apresentou despesas de R$1,83 bilhão com o serviço de educação. Atualmente, o investimento de seis meses em educação pela prefeitura é equivalente ao gasto de 2010 inteiro.

Os menores investimentos são realizados pelas prefeituras de Água Azul do Norte (R$9,48 milhões até o momento e R$3.387,87 investido por aluno), Eldorado do Carajás (R$20,65 milhões e R$2.748,34 por aluno), Ourilândia do Norte (R$21,24 milhões e R$2.934,74 por aluno) e Curionópolis (R$19,56 milhões e R$3.992,37 por aluno).

As menores folhas de magistério, até agosto deste ano, são de Água Azul (R$4,73 milhões) e Eldorado (R$10,53 milhões). Água Azul também tem o menor número de matrículas (2.797), seguido de Curionópolis (4.900). A soma das folhas de pagamento de professores das sete prefeituras totaliza R$253 milhões, praticamente a arrecadação anual inteira da Prefeitura de Altamira. O total de alunos da rede municipal é 132.378, quase a metade da população total de Marabá.

Curionópolis

Em Curionópolis, vereador causa tumulto em obra pública

O fato aconteceu no Hospital Municipal de Curionópolis, que passa por reformas

O desejo de atingir a atual gestão de Curionópolis levou o parlamentar Magno Araujo Santos (MDB) a ter conduta irresponsável na tarde desta sexta-feira, 19. A situação, vexatória para o vereador e constrangedora para pessoas de bem que estavam trabalhando no local, aconteceu no Hospital Municipal de Curionópolis, onde reformas estão sendo executadas pela Construtora Aurora.

Segundo relatos da diretora do Hospital, Janiny Soares Távora, o vereador Magno entrou aos berros no local querendo que uma equipe de reportagem registrasse que os que ali trabalhavam não estavam fazendo uso de EPI’s – Equipamentos de Proteção Individual -, além de denunciar um suposto atraso no pagamento dos trabalhadores.

Ouvidos pelo Blog do Zé Dudu, os trabalhadores disseram que não há na obra irregularidades funcionais,  pois todos os trabalhadores estão usando EPI’s. Informaram, ainda, que os salários estão sendo pagos em dia.

De acordo com a administração pública, muitos funcionários deixam ou entram no trabalho em horários diversos, já que não são servidores públicos e sim contratados da empresa. “O vereador vê o trabalhador sem os equipamentos de segurança por não estarem mais em horário de serviço”, explicou ao Blog um trabalhador da obra, que pediu reservas ao seu nome, mas salpicando que “por certo deve tratar-se de perseguição política”.

O Blog não conseguiu contato com o vereador para explicar os motivos da confusão.

Depois de anos de abandono, o Hospital Municipal Elcione Barbalho, em Curionópolis, está passando por obras de reforma e ampliação que vão possibilitar melhoria significativa na qualidade do atendimento à população curionopolense. Para que o prédio fosse totalmente reformado, o atendimento do hospital foi transferido provisoriamente para a Unidade de Saúde da Família Jardim Panorama.

Curionópolis

Adonei Aguiar anuncia chegado do Credcidadão aos microempresários de Curionópolis

Durante a reunião com microempresários que aconteceu na tarde desta quinta-feira, o prefeito Adonei Aguiar anunciou que disponibilizará barracas aos feirantes enquanto o Mercado Municipal não fica pronto.
A Prefeitura Municipal de Curionópolis reuniu, na tarde desta quinta-feira (16), no auditório da Casa do Professor, cerca de 70 microempresários, autônomos e pequenos produtores do município para esclarecer os critérios do Programa Credcidadão por meio de parceria entre o governo do Estado e a Prefeitura.
“Estamos buscando viabilizar parcerias que tragam linhas de crédito para os microempresários da nossa cidade. Conseguimos, em Belém, essa oportunidade para beneficiar Curionópolis através desse programa. O Credcidadão aporta um recurso financeiro para cada pessoa poder iniciar ou ampliar seu negócio, por isso, é importante entender como funciona o programa, quem pode participar e de que forma”, disse o prefeito Adonei Aguiar (DEM), que esteve presente na reunião.
O Credcidadão é um programa de microcrédito do Governo do estado do Pará destinado a atender micros e pequenos empreendedores. Sua missão é tornar o crédito uma efetiva ferramenta no processo de combate à pobreza, contribuindo para o fortalecimento do empreendedorismo, gerando trabalho, renda e qualidade de vida.
Joadson Moreira, responsável pelo Credcidadão, deu uma palestra voltada para a desburocratização da renda extra fornecida pelo programa e explicou sobre todos os documentos necessários para a aquisição do crédito, como, por exemplo, RG, CPF, comprovante de residência e renda, e frisou, principalmente, a respeito da restrição no nome de quem deseja obter o crédito. “O Banco analisa caso a caso e o valor é disponibilizado de acordo com o segmento ou projeto do empreendimento, com parcelamento em até 18 meses. O microempreendedor iniciante pode obter um empréstimo no valor de até 5 mil reais com a taxas de juros de 0,5% a 1% ao mês”, disse.
Na oportunidade, o prefeito Adonei Aguiar anunciou a chegada das barracas adquiridas que serão disponibilizadas aos feirantes durante o período de construção do mercado. São 100 barracas confeccionadas em material resistente, de fácil montagem e desmontagem. Também informou o início da licitação da obra do Mercado Municipal para o próximo mês. “Enquanto a obra do mercado não for finalizada, não vou deixar vocês no Sol ou na chuva. Vou deixar na barraca! Quando a obra ficar pronta todos irão para um espaço digno. O mercado terá 60 boxes para verdureiros e 25 boxes para os demais segmentos”, concluiu o prefeito.
“Sou produtor, tenho terra e vendo banana na feira. Para mim é muito bom saber dessas novidades, porque nasci e me criei na feira, e aqui não tinha feira, mas agora vai ter. Vou incentivar minha filha a entrar no Credcidadão para poder investir mais no depósito de banana. Estamos começando”, disse o senhor Manoel da Silva, mais conhecido como Xexel.
Os microempreendedores que desejam solicitar o crédito e moram em Curionópolis  podem comparecer nesta sexta-feira (17), a partir das 8h da manhã, na Casa do Professor portando seus documentos pessoais, RG, CPF e Comprovante de Renda ou residência para entrevista e análise. Uma palestra também será realizada em Serra Pelada, na Casa do Professor, no período da tarde. Os empreendedores que residirem lá e tiverem interesse em solicitar o crédito devem levar os documentos pessoais citados para a primeira análise e entrevista.
Eleições 2018

Geraldo Alckmin conhece a realidade de Curionópolis

Em Serra Pelada, Alckmin assumiu o compromisso de retomar os investimentos na extração legal do ouro em Serra Pelada e dar condições jurídicas para que a cooperativa possa realizar o trabalho.

Primeiro pré-candidato a presidência da república a visitar o município de Curionópolis, o presidente nacional do PSDB, Geraldo Alckmin, conheceu a realidade da região de Carajás na tarde deste sábado (07), após visitar o distrito de Serra Pelada, mundialmente conhecida pela extração do ouro.

O prefeito Adonei Aguiar acompanhou a ilustre visita do presidenciável, Geraldo Alckmin, e apresentou a realidade do município e mostrou seu empenho em atrair os olhares do poder público para Curionópolis com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento do município.

Ao visitar as estruturas para extração de ouro inoperantes, Geraldo Alckmin, reconheceu que o governo federal tem uma dívida com a região e assumiu o compromisso de retomar os investimentos na extração legal do ouro em Serra Pelada e dar condições jurídicas para que a cooperativa possa realizar o trabalho e assim melhorar a qualidade de vida daquela comunidade, também falou sobre outros investimentos, como fomentar a agricultura.

“Quero agradecer essa oportunidade de conhecer Serra Pelada e ouvir a comunidade. Ver esse investimento gigantesco que foi feito aqui na extração e ver que temos uma riqueza enorme debaixo desse solo, mas que a população está passando dificuldades. É nosso dever, unir o governo federal, com o Estado, o município e a comunidade encontrarmos uma solução economicamente e juridicamente viável para formar a cooperativa, poder receber investimentos e melhorar a vida da nossa população”, disse Geraldo Alckmin.

O compromisso de Adonei em buscar investimentos para Curionópolis tem sido uma prioridade em sua gestão. As parcerias firmadas com o governo do Estado, abriu portas para a execução de obras importantes, como a implantação do asfalto em Serra Pelada e a recente inauguração da Escola Estadual Joaquina Diamantina.

“É uma satisfação saber que um pré-candidato a presidência da república realmente está se propondo a ajudar-nos. Juntamente com o governo do Estado e a força do município, é possível retomar esse importante projeto de ouro de forma mecanizada trazendo renda, emprego e melhor qualidade de vida para nossa gente”, expressou o prefeito Adonei Aguiar.

Fonte: ASCOM PMC

 

Eleições 2018

Geraldo Alckmin visita a região de Carajás neste sábado (07)

Pré-candidato do PSDB fará campanha para presidente em Marabá, Curionópolis e Canaã dos Carajás

O pré-candidato a presidente da República pelo Partido da Social Democracia Brasileira – PSDB – Geraldo Alckmin, desembarca em Marabá às 8 horas do sábado (07), onde se reúne com empresários e apoiadores do PSDB no município. De lá, o pré-candidato segue de carro para os municípios Curionópolis – onde pretende visitar Serra Pelada – e, depois, vai à Canaã dos Carajás.

Geraldo José Rodrigues Alckmin Filho (Pindamonhangaba, 7 de novembro de 1952) é um médico, professor universitário e político brasileiro. Foi Governador do Estado de São Paulo entre 2001 e 2006 e de 2011 a 2018, quando renunciou para disputar as eleições de outubro daquele ano.

Formado em medicina pela Universidade de Taubaté, iniciou sua carreira política em Pindamonhangaba, onde foi eleito vereador, presidente da Câmara dos Vereadores e prefeito. Depois, foi eleito para a Assembleia Legislativa nas eleições de 1982 e para deputado federal em 1986 e 1990. Em 1988, foi um dos fundadores do PSDB. Entre 1991 a 1994, presidiu o PSDB-SP. Em 1994, elegeu-se vice-governador de Mário Covas. Em 2000, concorreu à prefeitura de São Paulo, sendo derrotado no primeiro turno. Com a morte de Covas, em março de 2001, assumiu o governo e se reelegeu em 2002.

Em março de 2006, renunciou ao governo paulista para concorrer à presidência na eleição do mesmo ano. Obteve 39,17% dos votos no segundo turno, sendo derrotado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em 2008, candidatou-se a prefeitura de São Paulo, sendo novamente derrotado no primeiro turno. Em 2009, foi nomeado secretário de desenvolvimento do estado de São Paulo pelo governador José Serra.

Foi eleito governador no primeiro turno da eleição de 2010, retornando ao Palácio dos Bandeirantes em janeiro de 2011. Em 2014, reelegeu-se governador no primeiro turno. Alckmin foi o político que por mais tempo comandou o governo de São Paulo desde a redemocratização do Brasil.

Em 9 de dezembro de 2017, Alckmin foi eleito presidente nacional do PSDB, substituindo o senador mineiro Aécio Neves. A convenção que o elegeu com 470 votos a 3, foi uma das maiores da história do partido, com mais de quatro mil presentes.

Após a eleição como presidente do PSDB, em 9 de dezembro de 2017, Alckmin lançou sua pré-candidatura ao Planalto. Em 23 de fevereiro de 2018, após a desistência do prefeito manauara Arthur Virgílio Neto, virou candidato único das prévias. A cúpula do partido homologou em 6 de março de 2018 a candidatura de Alckmin.

Ao deixar o governo paulista, Alckmin perdeu o foro privilegiado e passou a ser investigado pela Justiça Eleitoral de primeira instância devido a alegação, refutada por Alckmin, de que a empreiteira Odebrecht repassou-lhe ilicitamente 10 milhões de reais nas campanhas de 2010 e 2014.

Curionópolis

Floresta do Araguaia e Curionópolis recebem obras de pavimentação e escola

Governador Jatene visita Floresta do Araguaia na manhã desta segunda-feira e Curionópolis a tarde

O governador Simão Jatene desembarca nesta segunda-feira (25) no município de Floresta do Araguaia, para entrega de pavimentação asfáltica na rua XV de Novembro. Na sequência, fará pronunciamento na Câmara de Vereadores. A programação terá continuidade, à tarde, no Distrito de Serra Pelada, em Curionópolis, onde será inaugurada a Escola Estadual de Ensino Médio Joaquina Diamantina.

A unidade de ensino teve investimento de R$ 220 mil em serviços nas redes elétrica e hidráulica, além de pintura, melhoria do forro e cobertura, assim como parte do piso, muro e calçada. Fundada em 1989, a escola foi praticamente reconstruída para atender com qualidade os 232 estudantes, nos turnos da tarde e à noite. São três salas de aula; bloco administrativo (sala da direção, sala dos professores e secretaria); uma copa cozinha, uma dispensa para armazenamento de alimentos da merenda escolar e banheiros masculino, feminino e de pessoa com deficiência (PCD).

Em Curionópolis, o governador também entrega a pavimentação asfáltica de 4 Km de vias urbanas, uma parceria com a Prefeitura de Curionópolis, dentro do Programa Asfalto na Cidade. Este é um dos benefícios disponibilizados aos municípios que integram o Programa Municípios Sustentáveis (PMS), uma das frentes de atuação da Secretaria de Estado de Municípios Sustentáveis (Semsu). O objetivo do PMS é fortalecer as gestões locais como uma das ferramentas para o desenvolvimento do Estado.

Para esta obra, foram destinados R$ 1,7 milhão, que incluem serviços em terra, sub-base e base, pavimentação em CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente) de três centímetros de espessura, meio-fio de concreto com lâmina d’água e sinalização horizontal. Curionópolis é um dos 99 municípios paraenses que assinaram o Termo de Asfalto, por meio da Semsu, sendo que 33 já iniciaram as obras. Somados, os termos garantirão 529,6 Km de pavimentação de vias urbanas – um investimento total de quase R$ 255 milhões do Tesouro Estadual.

Polícia Militar

Fim de semana com muito trabalho para a Polícia Militar na região do Carajás

Até a manhã deste domingo (17) foram 17 ocorrências de roubo e furto de veículos, violência doméstica, latrocínio, tráfico, porte ilegal de arma de fogo, tentativa de homicídio e outros mais

O fim de semana começou agitado na esfera policial, na área de abrangência do 23º BPM (Batalhão de Polícia Militar), onde entre às 8h de sábado (16) e às 8h deste domingo (17), se registraram na menos que 17 ocorrências. Foram veículos roubados e abandonados pelos ladrões ante a aproximação da PM, dois casos de violência doméstica, um latrocínio, um caso de tráfico, um caso se porte ilegal de arma de fogo, um caso de crime ambiental, uma tentativa de homicídio, um caso de posse de arma branca, uma agressão física, um caso de motociclista sem documentação e usando descarga Cadron, um caso de roubo e um caso de lesão corporal.

Por volta das 15h de sábado, a PM prendeu Paulo Victor Cruz, acusado de ter agredido a mulher dele, Francinete da Silva Cavalcante, a agressão se deu na Rua Araguaia, Bairro Nova Carajás, em Parauapebas; e, o segundo caso de violência doméstica acontece também na “Capital do Minério”, por volta das 22h30 do mesmo dia, envolvendo o casal Armando Gurgueira Bezerra e Dorilene Furtado Mendonça, na Rua Rio Novo, Bairro Popular I.

Também no sábado por volta das 19h, dois indivíduos, não identificados, que pilotavam uma motocicleta pela VS-10, no Bairro Brasília, abandonaram o veículo e fugiram às carreias quando viram um carro da Polícia Militar.

O mesmo aconteceu três horas depois, mas na Rua Boa Viagem, Bairro São Lucas, quando, por volta das 22h30, bandidos tomaram a moto de Railson Rocha Lima. O veículo foi encontrado pela PM abandonado na rua e devolvido ao dono.

Um desentendimento em uma sinuca, por volta das 15h de sábado (16), na Avenida Liberdade, Bairro dos Maranhenses, levou Marcos da Silva Costa à Delegacia de Polícia Civil. Ele agrediu, com pauladas de taco de bilhar uma pessoa não identificada, que teve de ser conduzida pelo Samu ao Hospital Municipal.

Também na Avenida Liberdade, por volta das 18h, Luiz Gustavo A. Ferreira, teve soa moto apreendida e levada para o pátio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte Urbano. Ele não portava documento algum do veículo, uma Fan KS 125, preta, placa OFU-0122, e ainda fazia muito barulho, cometendo assim crime ambiental, ao ter colocado na moto uma descarga Cadron.

Na mesma noite de sábado, às 23h42, no Parque das Nações, outra moto foi abandonada quando seus ocupantes ao avistarem a polícia, saíram em desabalada carreira, deixando para trás o veículo roubado.

Por volta das 20h de sábado (16), Felipe Bezerra Silva, 20 anos, foi abordado na Rua Opala, Bairro Morada Nova, por dois indivíduos em uma moto, os quais anunciaram assalto. Ele reagiu e o que estava na garupa atirou. Felipe ainda foi removido, pelos familiares, ao Hospital Municipal de Parauapebas, mas não resistiu ao ferimento e morreu.

Ainda no sábado, por volta das 22h50, na Avenida Faruk Salmem, Bairro Palmares I, Cícero Luiz s da Silva Santos foi abordado por uma guarnição da PM, que encontrou com ele 10 gramas de maconha. Preso, ele foi levado para a Delegacia de Polícia Civil.

Eram 20h20 de sábado quando Lindomar Macedo da Silva foi detido pela segurança da Vale, na Reserva de Carajás, e entregue para a Polícia Militar. Ele estava portando arma de fogo ilegalmente e foi entregue para a Polícia Civil.

Pouco mais de uma hora depois, às 21h30, na Avenida Faruk Salmem, Bairro: Vila Rica, um homem identificado apenas como Izaque, tentou assassinar com um tiro o colega de mesa de bilhar Lecionildo da Silva, com quem se desentendeu durante uma partida. Leocinildo foi socorrido por populares e removido ao Hospital Municipal enquanto Izaque fugiu.

Já neste domingo (17), por volta de 01h15, num bar da Rua Marabá, Bairro da Paz, foi preso pela PM Norbert Cleison Rodrigues. Armado de faca, ele ameaçava os clientes do estabelecimento. O valentão foi desarmado e levado para a Depol.

Às 3h25, o homem identificado como cabo Barbosa – não se sabe de que corporação – se envolveu em uma confusão generalizada no Bairro Jardim América e acabou acertando umas boas pancadas em Wandeval da Graça Santos Lisboa, que acabou internado em um hospital particular, onde permanece com o couro cabeludo cheio de pontos, mas não corre risco de morte. Mesmo saindo na vantagem, cabo Barbosa foi à Delegacia de Polícia Civil prestar queixa contra Wandeval.

Também neste domingo (17), às 7h40, uma guarnição da Polícia Militar entregou na Delegacia de Polícia Civil outra motocicleta abandonada no meio da Rua B-13, no Bairro Jardim Tropical II.

Em Canaã dos Carajás, por volta das 20h30 de ontem (16), Carine Salton Moraes, que pilotava a moto CG Titan, vermelha, placa JVC-0031, pela Rua José Meneguel, Centro, parou para ajeitar o retrovisor, quando um indivíduo se ofereceu para ajudar. Assim que Carine, quando a vitima se distraiu, o desconhecido subiu na moto e fugiu com o veículo.

Por volta das 2h40, deste domingo (17), na Rua do Hospital, Deusdete Alves Salgado, 50 anos, perdeu R$ 50,00 para dois indivíduos armados de revólver e montados em uma moto Biz, preta e em uma Fan, vermelha.