Unifesspa exigirá comprovante de vacinação no retorno das atividades presenciais

O reinício está previsto para 3 de janeiro de 2022. Quem optou por não tomar a vacina, terá de apresentar teste negativo para covid-19 a cada 72 horas
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Com o retorno das atividades acadêmicas, de modo presencial, previsto para 3 de janeiro de 2022, na Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), em reunião extraordinária, realizada na tarde desta quinta-feira (16), o Conselho Universitário (Consun), instância máxima de deliberação da instituição, aprovou, por unanimidade, a exigência do comprovante de vacinação completa ou do teste negativo para covid-19, a cada 72 horas.

A resolução valerá para servidores, alunos e para o público em geral. As informações deverão ser prestadas para acessar as dependências da instituição e onde atividades promovidas pela Unifesspa estiverem sendo realizadas.

A medida deve aumentar a proteção de toda a comunidade que se relaciona com a Unifesspa e impulsionar a imunização nas regiões onde atua. As medidas de prevenção à covid-19, como uso obrigatório de máscara e distanciamento físico, devem ser mantidas.

Outras normativas deverão ser emitidas em breve para regulamentar o novo procedimento de biossegurança e orientar as unidades na aplicação da norma. A decisão do Consun segue a tendencia de incentivo à vacinação que vem ganhando força em outras instituições, estados e municípios por todo o País.

Dessa forma, o Consun também reafirma a importância da ciência e do papel social da Universidade na promoção da saúde coletiva e da cidadania.

(Ascom Unifesspa)

%d blogueiros gostam disto: