Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Redenção

Adepará Redenção alerta produtores rurais para vacina contra aftosa

Segundo órgão, o Estado planeja que até 2023 conquiste o status de “Livre de Aftosa sem Vacinação”

Novembro é mês de vacinação contra a febre aftosa. A imunização teve início no último dia 1° e segue até o próximo dia 30. De acordo com a fiscal estadual da Adepará, em Redenção, Ana Léa Moreira Busquetti, a vacina do rebanho é importante porque garante que o Pará continue com a classificação de “Área Livre de Aftosa com Vacinação”. “Portanto, queremos contar com o apoio do produtor rural de Redenção e de todo o Estado, recomendado que ele vacine seu rebanho”.

A Adepará espera que até 2023 o Estado seja classificado como “Livre de Aftosa sem Vacinação”, o que possibilitará a abertura de mercados e oportunidades para o Estado. Além disso, o produtor também não vai ter mais gastos com vacinação, podendo utilizar esse recurso para gerar mais lucro para ele.

O produtor que não vacinar o rebanho durante o prazo determinado e não comparecer a Adepará para comprovar a vacina terá algumas sanções. “Graças a Deus, nossos produtores rurais têm contribuído. O número de inadimplentes é pequenos, isso significa que eles sabem da importância da vacina contra a aftosa” concluiu.

O rebanho que precisa ser vacinado é o que reúne animais na faixa etária de 0 a 24meses. Porém, mesmo que o produtor não tenha esses animais com essa idade, é importante que compareça à Adepará para atualizar o cadastro. Ana Lea finalizou dizendo que cada produtor deve fazer a notificação no município de origem.

Canaã dos Carajás

Dia “D” da campanha de vacinação antirrábica animal será neste sábado

Objetivo é controlar a circulação do vírus da raiva canina e felina, prevenindo a raiva humana. A vacinação é gratuita e protege os animais contra a doença.

O atendimento no “Dia D da Campanha de Vacinação Antirrábica Animal” em Canaã dos Carajás inicia às 8 horas deste sábado, dia 22, e segue até as 17 horas, nos nove pontos de vacinação (seis Unidade Básicas de Saúde e mais três pontos de apoio), espalhados pela cidade.

O objetivo da campanha realizada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), através de Seu Departamento de Imunização, é impedir e controlar a circulação do vírus da raiva canina e felina, prevenindo a raiva humana. A vacinação é gratuita e protege os animais contra a doença. A imunização é destinada a cães e gatos a partir dos três meses de vida. “É importante que os donos levem seus animais, juntamente com as carteiras de vacinação aos postos do município para realizar a devida imunização. Ressalta-se a importância da prevenção contra raiva canina e humana, pois é uma doença altamente letal. Quase 100% dos casos levam ao óbito”, alerta Douglas Pacheco, coordenador do Departamento de Imunização da Semsa.

Ainda segundo ele, nenhum caso de raiva humana foi registrado até agora na cidade. Uma informação importante aos donos de animais domésticos é que, após o dia “D”, aqueles que já têm habilidades com as seringas, podem retirar a dose na Unidade Municipal de Zoonozes e fazer a aplicação em casa. “As vacinas, após o dia “D”, estarão disponíveis na Unidade de Zoonoses, ou a pessoa leva animal para vacinar ou se já tem a prática, de realizar a vacinação, basta levar uma caixa de isopor pequena com gelo ou gelox para transportar a dose. E não esquecer a carteirinha do animal, caso tenha”, explicou.

Confira os locais de vacinação no “Dia D”.

Além das seis Unidades Básicas de saúde, os canaenses também podem levar seus animais domésticos na Unidade Municipal de Zoonozes (Rua Constâncio Lino /Terceira rua depois da Moreira empreendimentos), Bairro Vale da Benção (Avenida Rei Davi, em frente à casa do Cazuza) e também no Centro Comunitário do Residencial Canaã (Casas Populares), das 8h às 17h.

Redenção

Redenção inicia campanha de vacinação antirrábica neste sábado (15)

A vacina é oferecida de forma gratuita em vários pontos da cidade

Teve início na manhã deste sábado (15), no município de Redenção, a campanha de vacinação contra a raiva. Este Dia ‘D’ tem por objetivo a imunização de pelo menos 80% dos animais, entre eles gatos e cachorros.

O Centro de Zoonoses informa que a vacina está sendo oferecida em 16 locais, espalhados por diversos pontos da cidade. Dentre as escolas participantes estão a Tarley de Andrade, Nossa Senhora Aparecida, Otávio Batista Arantes e Ronan Fideles de Mello. Já os postos de saúde dotados da imunização são: Araguaia, Serrinha, Laércio Barbalho, Marechal Rondon, Deusdete de Noronha, Campos Altos, Vila da Pedra, Bela Vista, Átila Douglas, Vila Maria, Planalto e Unidade de Zoonoses.

De acordo com a agente de endemias Lorena Maiane, os animais a serem vacinados contra a raiva devem ter mais de três meses de vida, além de não estarem doentes ou recém-paridas.

Na manhã deste sábado, a movimentação na Escola Otávio Batista Arantes era baixa: sem filas, com apenas vinte cachorros e dois gatos havendo sido imunizados. Lorena explica que é esperado um público bem maior no período da tarde.

Naiza Barbosa aproveitou a oportunidade para levar sua cachorrinha Jully para tomar a vacina. “Essa vacina, a antirrábica, é importante, pois protege os bichinhos e toda a família,” destacou.

A imunização de animais contra a raiva é grátis e teve início por volta das 8h da manhã deste sábado (15), durando até às 17h.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Canaã dos Carajás

Canaã rejeita adesão ao novo dia “D” de vacinação contra Pólio e Sarampo

Município vai bem na faixa etária de 2 a 4 anos, mas cobertura é baixa entre crianças de 1 ano de idade

Canaã dos Carajás não vai aderir ao novo Dia “D” de vacinação contra poliomielite e sarampo, incentivada pela Secretaria de Estado de Saúde (Sespa). A informação foi repassada no início da tarde desta quinta-feira (30), pelo Departamento de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) de Canaã dos Carajás.

A justificativa de a “Terra Prometida” não aderir ao cronograma da Sespa ao novo Dia “D” da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo neste sábado, dia 1º de setembro, é que está muito em cima para preparação da logística e mobilização de agentes e comunidade. “Até momento não temos nada planejado. Foi tudo decidido muito em cima e hora e não temos condições de fazer”, explicou Douglas Pacheco.

Canaã ultrapassou a meta para vacinar crianças de 2 a 4 anos de idade com as duas vacinas, mas fica devendo em relação às de um ano de idade. Até ontem, quarta-feira, 29, havia sido vacinadas apenas 47,32% das crianças na primeira faixa etária para Poliomielite. Entre as de 2 anos de idade, o município alcançou 107,27%; de 3 anos foram  107,72%; e as de 4 anos ultrapassou a meta em 104,63%. No total, foram apenas 81%, portanto, não tem a cobertura determinada pelo Ministério da Saúde.

Para Sarampo, Canaã também não foi bem na mesma faixa etária de um ano de idade. Apenas 46% das crianças previstas foram imunizadas; já as de 2 anos a metra foi ultrapassada, com 106%; as 3 anos foram 107,39%; e as de 4 anos foram 103,31% vacinadas. No total, 80% da meta atingida, quando o mínimo deveria ser de 95%.

No Pará, até esta quarta-feira (29), apenas 64% do público alvo havia aderido à imunização, pouco mais da metade da meta estipulada pelo Ministério da Saúde, que é garantir que pelo menos 95% das crianças até os cinco anos de idade recebam as doses das vacinas.

Até o momento, sem previsão de prorrogação, o município deve seguir o calendário inicial do Ministério da Saúde e encerrar nesta sexta-feira (31) a campanha em todas as Unidades Básicas de Saúde.

Público alvo

Segundo recomendação do Ministério da Saúde, a prioridade da campanha são as crianças de um até menores de cinco anos, que são mais vulneráveis às doenças e suas complicações. Para a poliomielite, as crianças que não tomaram nenhuma dose durante a vida devem receber a Vacina Inativada Poliomielite (VIP). Já os menores de cinco anos que já tiverem tomado uma ou mais doses da vacina, receberão a Vacina Oral Poliomielite (VOP), a gotinha.

Em relação ao sarampo, todas as crianças receberão uma dose da vacina tríplice viral, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

Ainda segundo a Vigilância em Saúde, até o início desta semana, apenas 47% de crianças de um ano haviam sido imunizadas contra Pólio (também conhecida como paralisia infantil), número que não corresponde nem à metade da meta estabelecida;  e cerca de 46% receberam imunização contra o sarampo. A baixa adesão nessa faixa etária atrapalha o município a atingir a meta no público geral, já que nas outras faixas etárias esse público foi ultrapassado. Nas faixas etárias com dois anos a cinco anos, mais de 100% do público alvo previsto já foi imunizado.

Os pais têm das 09h às 12h e das 15h até às 17h desta sexta-feira (31), para levar seus filhos a uma UBS da cidade munidos da caderneta de vacinação.

Canaã dos Carajás

Canaã não vacinou nem a metade das crianças de um ano contra pólio e sarampo

Apenas 47% do público alvo foi vacinado contra poliomielite e cerca de 46% receberam imunização contra o sarampo

Os dados foram divulgados pela Coordenação de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Canaã dos Carajás. No público de crianças com um ano, apenas 47% foram vacinadas contra poliomielite, também conhecida como paralisia infantil;  e cerca de 46% receberam imunização contra o sarampo. A baixa adesão nessa faixa etária atrapalha o município a atingir a meta no público geral, já que nas outras faixas etárias esse público foi ultrapassado. Nas faixas etárias com dois anos a cinco anos, mais de 100% do público alvo previsto já foi imunizado.

A meta estipulada pelo Ministério da Saúde é alcançar ao menos 95% do público alvo, que é de crianças entre um a menores de 5 anos mesmo as que já receberam a dose regular esse ano. A Campanha Nacional de Imunização contra Sarampo e Poliomielite iniciou no último dia 6 de agosto e encerra nesta sexta-feira (31) em todo Brasil, até o momento, não há previsão de prorrogação.

O cuidado no Estado do Pará deve ser ainda mais intenso porque o maior número de casos de sarampo foi registrado na região Norte país. As seis mortes pela doença registradas esse ano também na região.

Um total de 1,5 milhão de doses de vacinas contra a Pólio, Sarampo e Tríplice viral foram disponibilizados para atender o Estado do Pará.

Aos pais, basta procurar uma unidade de saúde mais próximo à sua residência munido da carteira de vacinação da criança das 8h às 12h e das 14h às 18h até esta sexta-feira (31).

Adultos

Adultos, até 49 anos, que não têm comprovante de vacinação contra as doenças também devem se vacinar. No entanto, no período de campanha, será priorizada a imunização de do público alvo. A vacina para os adultos faz parte do calendário básico de vacinação, ou seja,  já é algo de rotina. Durante a campanha, enquanto houver doses disponibilizadas para realização da vacina de rotina, todos que necessitam da imunização podem procurar as Unidades de Saúde munidas de suas respectivas cadernetas de vacinação.

Jacundá

Jacundá vacina menos da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde

Autoridades da saúde lamentam o desinteresse dos pais e responsáveis com a saúde das crianças

A Secretaria Municipal de Saúde de Jacundá divulgou ontem a tarde um levantamento parcial do número de crianças vacinadas no dia “D” contra o sarampo e poliomielite. 42% das 3.800 crianças foram vacinadas no sábado, 18. A campanha prossegue até o dia 31 deste mês nas unidades básicas de saúde. Segundo a secretária, apesar da mobilização que envolveu agentes comunitários de saúde, equipe de imunização e outros servidores da SMS durante todo o sábado, o número de crianças vacinadas ficou abaixo da expectativa.

“Infelizmente não atingimos os 50% previstos para o dia D. Mas, ainda temos alguns dias para correr atrás da nossa meta. Precisamos vacinar 95% das nossas crianças e impedir que o sarampo chegue ao nosso Estado, nossa região e nossa cidade”, divulgou a secretária de Saúde, Yara Soraya Taborda.

A campanha nacional obteve 40%, enquanto na rede municipal 42%, o que totaliza uma cobertura de 1.596 crianças com idade entre zero e cinco anos. “Com garra e determinação vamos conseguir. Obrigado a todos que se empenharam, mais uma vez, e trabalharam muito em prol desses 42%. Foi pouco, mas foi feito de muito trabalho e não faltou empenho”.

Para a poliomielite, as crianças que ainda não tomaram nenhuma dose da vacina serão vacinadas com a Vacina Inativada Poliomielite (VIP). As crianças que já tiverem tomado uma ou mais doses receberão a gotinha (Vacina Oral Poliomielite – VOP). Em relação ao sarampo, todas as crianças devem receber uma dose da vacina tríplice viral, independente da situação vacinal. A exceção é para as que tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias, que não necessitam de uma nova dose.

Por Antonio Barroso – de Jacundá
Canaã dos Carajás

Secretaria de Saúde define cronograma de vacinação na Zona Rural de Canaã

Após a imunização ter iniciado em todas as Unidades Básicas de Saúde da área urbana, agora vai chegar até a zona rural

O Dia “D” da vacinação contra sarampo e pólio acontece no sábado (18), em todo o País, quando as Unidades Básicas de Saúde vão funcionar das 8h às 17h. No Pará, o público-alvo da campanha é de aproximadamente 594,5 mil pessoas. A iniciativa, que visa atingir pelo menos 95% do público alvo, iniciou em todas as UBS do núcleo urbano de Canaã dos Carajás no último dia (6) e agora vai se estender à Zona Rural.

Em dias e horários distintos, equipes da Secretária Municipal de Saúde estarão se descolocando para imunizar contra o sarampo e a poliomielite, os moradores de cinco localidades fora da cidade.

A campanha é voltada para crianças de um ano a menores de cinco anos que, mesmo com a caderneta de vacinação em dias, deverão comparecer até uma unidade de saúde mais próxima para se vacinar. Adultos – até 49 anos – que não têm comprovante de vacinação contra as doenças também devem ser vacinados.

No entanto, nesse período de campanha, será priorizada a imunização do público alvo. A vacina para os adultos faz parte do calendário básico de vacinação. Ou seja, já é algo de rotina.

Durante a campanha, enquanto houver doses disponibilizadas para realização da vacina de rotina, todos que necessitam da imunização podem procurar as Unidades de Saúde. A campanha vai se estender até o final de agosto.

Veja abaixo o cronograma de vacinação:

Dia 20: Vila Feitosa, pela manhã
Comunidade da VP-20, à tarde

Dia 21: Vila Nova Jerusalém

Dia 22: Vila Ouro Verde

Dia 23: Comunidade do Zé Levino

Dia 29: Fazenda Umuarama, das 8 às 9h30
Escola JK, na VS -58, de 10 às 12h

Canaã dos Carajás

Vacinação contra Sarampo e Poliomielite começa na segunda-feira

Dia “D” da campanha será em 18 de agosto, em todas as unidades de saúde das zonas urbana e rural

Seguindo recomendação do Ministério da Saúde, inicia nesta segunda-feira (6), em Canaã dos Carajás, a campanha de vacinação contra Sarampo e Poliomielite.

O público alvo são crianças de um ano a menores de cinco, consideradas mais suscetíveis à doença, independente da situação vacinal. Em Canaã, todas as Unidades Básicas de Saúde, além das vilas Planalto e Bom Jesus, já foram abastecidas para atender à população das 8h às 12h e das 14h às 18h, de segunda a sexta-feira.

Adultos até 49 anos, que não têm comprovante de vacinação contra as doenças, também devem se vacinar. No entanto, no período de campanha, será priorizada a imunização do público alvo. A vacina para os adultos faz parte do calendário básico de vacinação, ou seja, já é algo de rotina. Durante a campanha, enquanto houver doses disponibilizadas para realização da vacina de rotina, todos que necessitam da imunização podem procurar as unidades de saúde munidos de suas respectivas cadernetas de vacinação.

Um total de 1,5 milhão de doses de vacinas contra a Polio, Sarampo e Tríplice Viral foram disponibilizados para atender o Estado do Pará.

A campanha segue até o dia 31 de agosto. O dia “D” de mobilização nacional será sábado, (18), das 8 às 17 horas, nas zonas urbana e rural. A meta é vacinar, pelo menos, 95% das crianças para diminuir a possibilidade de retorno das duas doenças já eliminadas no país.