UEPA: Conselho aprova retorno às aulas presenciais em todos os campi

Decisão tomada nesta terça-feira (11) levou em consideração o aumento do número de vacinados contra a Covid-19
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Conselho Universitário da Universidade do Estado do Pará (UEPA) aprovou, em reunião extraordinária realizada nesta terça-feira (11), a volta às aulas presenciais do segundo semestre letivo de 2021, em todos os campi da instituição. A decisão foi tomada após a apreciação do Plano de Retorno às Atividades Acadêmicas Presenciais.

O reitor da instituição, Clay Chagas, explicou que o Plano de Retorno foi elaborado por uma comissão coordenada pela Pró-Reitoria de Graduação, que deliberou sobre a formação de dois grupos, calouros e veteranos, cujos calendários acadêmicos são distintos. Dessa forma, o retorno às aulas presenciais também levará em conta a composição dos diferentes segmentos estudantis.

Pró-reitora de Graduação, a professora Célia Virgolino falou que o Plano foi amplamente discutido. “O retorno das atividades acadêmicas presenciais atende às expectativas de diversos grupos e os coordenadores dos campi e de curso estavam ansiosos por esse retorno, principalmente depois do aumento do número de pessoas vacinadas,” explicou a professora.

De acordo com a Resolução, os alunos veteranos com programação de término de semestre no próximo dia 31 de janeiro deverão integrar o plano pedagógico de oferta das disciplinas, conforme proposto no início do semestre letivo em questão.

Já os calouros de 2021, com programação de término no dia 31 de março, devem retornar às atividades presenciais até 7 de fevereiro. Também a partir desta data, as disciplinas que estavam sendo ofertadas em formato híbrido em cursos regulares devem migrar integralmente para o formato presencial.

Protocolos

Em cumprimento ao Decreto Estadual, o ingresso nos campi da UEPA está condicionado à apresentação do comprovante de imunização contra a Covid-19, exigido aos alunos, professores e técnicos, bem como ao público externo.

Os procedimentos indicados no protocolo de biossegurança também continuam mantidos, dentre eles, o uso adequado de máscaras e a higienização das mãos, com água e sabão quando for possível, ou com álcool 70%.

Com informações da UEPA

Deixe seu comentário

Posts relacionados